banner com link para rádio globo
Foto: Lucas Nogueira
in ,

Xamã e Gretchen viajam pelo metaverso no clipe de “Dublê de Marido”

Saiba quais referências cinematográficas inspiraram o novo lançamento do cantor

O Malvadão está de volta! No final de 2021, o Brasil conheceu Xamã pelo hit “Malvadão 3”, que chegou ao topo das principais paradas musicais, se mantendo estável durante várias semanas. Marcando seu retorno, o rapper presenteou os fãs com o seu novo single “Dublê de Marido”, lançado nesta quarta-feira (11).

Leia mais:

Foto: Lucas Nogueira

Mesclando o rap ritmado com a sensualidade do funk, trazendo elementos do trap e uma pitada de R&B, junto a uma energia envolta de um mistério, chegou a vez de uma “malvadona” ter seu destaque. Xamã faz um tributo à uma mulher de atitude que toma as rédeas da vida. Confira o refrão:

“Eu sei que quase nada te impressiona / Mas se quiser fugir do mundo, me aciona / Eu sou seu malvadão, cê é minha malvadona”.

Em seus clipes, Xamã sempre busca aliar a estética à conceitos diversos, que para ele são tão importantes quanto a mensagem que se deseja transmitir com uma música. Com isso, para “Dublê de Marido”, ele retomou a parceria com o diretor Guilherme Brehm, com quem trabalhou em diversas produções de sua carreira.

Foto: Lucas Nogueira

Digno de uma produção de cinema, eles pensaram em uma ambientação que une o futurismo ao underground. A inspiração veio de obras de ficção científica e do estilo cyberpunk, com a abundância de cores neon, jogos de luz, hologramas e muitos outros efeitos especiais. Além disso, Xamã procurou inserir toda a identidade dos anos 80.

“A estética do cyberpunk ainda não é muito usada, principalmente no Brasil, mesmo sendo conceituada há muito tempo. O livro Neuromancer, da década de 80, já trazia esse conceito nos mesmos moldes que vemos na ficção hoje em dia. Eu quis homenagear esses filmes antigos que a gente conhece bem, esses que tentavam imaginar como seria o futuro, como seria o nosso presente. Então trouxe essa vibe mais dark, que está totalmente entrelaçada com o beat e o significado da música”, comentou o cantor.

Foto: Lucas Nogueira

E para completar a produção do videoclipe, o cantor trouxe uma participação icônica. Gretchen, a rainha dos memes e do rebolado, imortalizada na cultura pop brasileira, vai dar vida a malvadona. Juntos, eles vão contracenar no subúrbio de uma cidade, que traz muitos mistérios.

“O refrão fala de uma “malvadona”, e Gretchen é uma celebridade icônica dos anos 80, perfeita para o nosso clipe e ela tem muita personalidade. Então, a gente pensou logo nela, mas não sabíamos se ela toparia. A gente pensou “Ela nunca vai topar! Não sei nem se ela vai conhecer o nosso trabalho”, mas ela topou de cara. Foi maneiro! Sensacional! Ela deu muitas dicas e agregou pra gente também”, Completou o artista.

Foto: Lucas Nogueira

Cheio de referências, o clipe traz uma ideia de metaverso, passeando pelo mundo de filmes e livros como  “Alice No País das Maravilhas”, “Akira”, “Blade Runner e muito mais. Além de, trazer diversas situações icônicas, como Gretchen em realidade aumentada. A ideia é fazer com que, a ficção tome conta do protagonista e deixe o espectador instigado.

Escrito por Lucas Moraes

Ed Sheeran vai lançar remix de “2Step” com o rapper brasileiro Chefin

Billboard Music Awards 2022 anuncia novas performances