in

“Woman Like Me”: Decifrando o clipe do Little Mix

Logo quando o Little Mix lançou “Woman Like Me”, parceria com Nicki Minaj quem serve de primeiro single do álbum “LM5”, o tema ficou claro: o poder feminino. No clipe lançado na quinta-feira (25) isso ficou ainda mais forte e evidente. Em cada cena há uma mensagem diferente, focando nas críticas do que é definido no “padrão” das mulheres”.

Separamos alguns trechos de destaque para decifrar o novo clipe.

– Maiô em referencia a críticas no passado.

As meninas aparecem usando maiôs pretos. Isso faz referência à críticas que receberam em 2017, durante a divulgação do “Glory Days”. Tinha muita gente achando “sensual demais”. “Eu acho que amamos usar apenas o que queremos usar. Quando nos sentimos confortáveis ​​no palco, não estamos realmente interessadas ​​nos comentários negativos que as pessoas estão fazendo sobre ser provocante demais”, disse Leigh-Anne para a revista Wonderland. “Eu nem sequer acho que eles são tão provocativos, para ser honesta. Beyoncé e Lady Gaga sempre usam collant no palco e é realmente muito fácil de se movimentar, então provavelmente é por isso que nós escolhemos essas peças, porque dançamos e dançamos muito”, completou.

– Coreografia feminista

Até a coreografia tem um significado. Em certo momento, elas aparecem de pernas abertas e de cabeça pra baixo. Isso pode parecer até comum para um clipe pop, mas levando em consideração que elas estão em uma escola conservadora – “Finishing school”, escola para jovens que se concentra em ensinar graças sociais e ritos culturais de classe alta como uma preparação para a entrada na sociedade, de acordo com o Wikipedia – isso seria muito reprovado.

– Aula de etiqueta

Quem nunca ouviu falar que é bom equilibrar livros na cabeça para “ter postura”? As cenas com os livros são críticas ao que a sociedade impõe como padrão feminino, sendo que elas estão sempre “se equilibrando” nisso por meio da opinião pública – agradando ou não, mas impondo suas próprias personalidades.

– A balança

A cena da balança representa a luta pelos direitos igualitários das mulheres, que até hoje é uma questão. Só pra exemplificar, é comuns que mulheres na mesma profissão ganhem menos do que homens. A mensagem é clara: elas merecem tanto quanto.

– Nicki Minaj é a arte

Nicki Minaj aparece como uma obra de arte, em um quadro. Em sua carreira, ela sempre chamou atenção por fugir do padrão de beleza tradicional. Negra e super curvilínea, o vídeo reafirma que sua imagem é uma verdadeira obra de arte – qualquer tipo de beleza deve ser admirado.

– Estereótipos femininos?

Lugar de mulher é em casa, limpando e cozinhando? Não necessariamente. Cada uma das meninas recebem uma tarefa doméstica no vídeo, mas elas se divertem e dançam enquanto isso.

– Comem mesmo!

Todo mundo ama comer, mas é sempre cobrado um pouco mais da mulheres em relação aos padrões de que a magreza é mais bonito. No clipe, elas mostram que comem o que querem e como quiserem, ninguém pode criticar.

Escrito por Caian Nunes

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Apostando forte na divulgação, Britney Spears envia bolos para estações de rádio

Às vésperas das eleições, Alinne Rosa se posiciona com vídeo irônico: “é pela vida”