Versões By Ballantine's estreia em março no Multishow e no Canal BIS
Foto: Fabiano Leone/ Divulgação Multishow
in ,

‘Versões By Ballantine’s’ estreia no Multishow e no Canal BIS; saiba mais

Boogarins, Diogo Nogueira, Selvagens à Procura de Lei, Tássia Reis, Vitinho e Xamã são os artistas que fazem suas versões de clássicos da música nacional

Releituras inéditas de sucessos consagrados com artistas de diferentes estilos da música brasileira ganham palco no inédito “Versões By Ballantine’s“, que estreia no Multishow dia 07 de março, às 22h30, e no Canal BIS dia 10 de março, às 23h.

Com apresentação de Dedé Teicher, esta versão personalizada do programa para a marca Ballantine’s traz o cantor, compositor e apresentador Diogo Nogueira cantando músicas do Cancioneiro Popular Brasileiro; Vitinho, que acumula em sua carreira parcerias com Péricles, Sorriso Maroto e Pixote, homenageando Exaltasamba; Xamã, destaque do rap brasileiro atual, dedicando um episódio ao Legião Urbana; a banda de rock psicodélico e neo psicodelia Boogarins tocando Clube de Esquina; Tássia Reis, uma das primeiras rappers mulheres da nova geração de música nacional, interpretando Alcione, além de Selvagens à Procura de Lei, banda de rock de Fortaleza, cantando Belchior.

Na estreia, Diogo Nogueira traz a cultura popular brasileira, em um repertório que inclui sucessos como “Canto de Ossanha”, de Vinicius De Moraes e Baden Powell, “Como Uma Onda”, parceria de Lulu Santos e Nelson Motta, “Travessia”, de Milton Nascimento e Fernando Brant, “Tropicana”, de Alceu Valença com Vicente Barreto, “Força Estranha”, de Caetano Veloso, entre outras músicas.

“Como o programa se chama ‘Versões’, quis trazer leituras novas para grandes clássicos da nossa música. Acho que a turma vai se surpreender com algumas canções e essa surpresa é o que mais me atrai. São músicas que têm a ver com a vida de todo mundo”, conta Diogo.

Tássia Reis promete explorar os clássicos da carreira de Alcione e a sua pluralidade artística, tomando a liberdadede criar novos arranjos para a maioria das músicas.

“Cresci ouvindo seus sons, seu jeito único de cantar, e eu me senti totalmente influenciada a ser original também e nessa busca persisto. Além de me sentir representada pela elegância e beleza dela ser uma super cantora preta, Alcione também me influenciou a falar de amor, que é um dos meus assuntos preferidos”, celebra.

Já Vitinho, celebra poder cantar Exaltasamba, no qual considera “uma faculdade para todos dos pagodeiros”.

“Eu me sinto muito lisonjeado, de verdade, em ser convidado para participar desse programa, por onde já passaram diversos artistas gigantes. Eu enxergo este como um dos desafios mais gostosos da minha vida, ser chamado para imprimir minha identidade nesses grandes sucessos que contribuíram tanto para a minha carreira, e acima de tudo poder homenagear essa linda história que o Exalta escreveu dentro do samba”, diz.

Xamã revela o quanto Legião Urbana influenciou a sua trajetória e considera “um prazer imenso” poder interpretar suas canções.

“O primeiro CD que eu comprei na vida foi do Legião Urbana. Eu escutei muito esse mesmo CD durante anos, até não funcionar mais. A construção poética do Renato Russo tem total influência na minha formação musical”, afirma.

Para Boogarins, o projeto é uma oportunidade de homenagear o Clube da Esquina e imprimir seu estilo em músicas importantes para a trajetória da banda.

“Nós crescemos ouvindo Clube da Esquina, Milton Nascimento, Lô Borges, Beto Guedes… Eles são artistas que sem dúvida deram estrutura para o nosso entendimento do que é música. Instrumentais densos e versos que constroem paisagens subjetivas na cabeça do ouvinte são elementos que habitam tanto a música dos mineiros quanto a nossa”, diz.

Para Rafael Martins, integrante do Selvagens à Procura da Lei, é uma honra apresentar Belchior para a nova geração, tanto pela sua importância na música e poesia, mas também pelo significado da sua obra nos dias de hoje.

“Repensar arranjos incríveis é uma tarefa difícil, mas como já tínhamos bastante afinidade com a obra do Belchior já estava tudo na cabeça. Então, procuramos trazer as músicas para o nosso universo com rock, psicodélico e até reggae. Quem diria que ‘Apenas um Rapaz Latino-Americano’ viraria um reggae! A gente espera que as músicas do Belchior ganhem um novo significado com as nossas versões”, diz.

O programa conta com seis episódios que serão exibidos no Multishow aos domingos, e no Canal BIS às quartas, além de uma websérie com conteúdo exclusivo no Youtube, no canal Musica Multishow com depoimento dos artistas contando sobre suas carreiras e inspirações.

 

Escrito por Láisa Naiane

Cardi B posta trecho de música inédita após reativar Twitter!

RM, do BTS, encanta com fotos do aniversário de seu cachorro!