Foto: Getty Images / Uso Autorizado POPline
in

Grupo vencedor do Eurovision 2022 vende troféu e doa o dinheiro pro exército ucraniano

O grupo ucraniano Kalush Orchestra leiloou o troféu do Eurovision 2022 para o exército do país comprar drones.

A invasão da Rússia na Ucrânia continua e para ajudar o exército de seu país, o grupo ucraniano vencedor do Eurovision 2022, Kalush Orchestra, vendeu o troféu da competição e doou o dinheiro para o exército ucraniano.

Kalush Orchestra Eurovision
Foto: Getty Images / Uso Autorizado POPline

Leia mais:

A Kalush Orchestra venceu o Eurovision 2022 com a música “Stefania”, que exibia elementos típicos da música folclórica ucraniana. A vitória veio graças ao grande apoio do público europeu, que votou em massa no grupo em resposta aos ataques da Rússia na Ucrânia.

Para ajudar o exército da Ucrânia, em uma situação amplamente desfavorável em comparação ao poder bélico russo, o grupo leiloou o troféu do Eurovision, que é um microfone todo feito de vidro com a logo do concurso musical, para ajudar na compra de drones de guerra.

E por 900 mil dólares (mais de 4 milhões de reais, na cotação atual), a empresa Whitebit, de comércio de criptomoedas, tornou-se a detentora oficial do troféu de campeão do Eurovision 2022.

O dinheiro, segundo a Kalush Orchestra, será para comprar três drones PD-2 para as forças armadas da Ucrânia, por meio da Fundação Prytula.

A vitória da Ucrânia no Eurovision

Essa é a terceira vez que a Ucrânia vence o Eurovision, colocando a Kalush Orchestra ao lado de Ruslana e Jamala, que venceram a competição musical em 2004 e 2016, respectivamente.

Com 631 pontos, em sua grande maioria do voto do público, a música “Stefania” da Kalush Orchestra foi a grande vencedora do Eurovision 2022, edição que foi marcada com grandes polêmicas, incluindo problemas nos votos dos jurados de alguns países.

Controvérsias políticas

Antes mesmo da competição deste ano realmente acontecer, as controvérsias políticas envolvendo as tensões diplomáticas entre a Rússia e a Ucrânia já aconteciam, forçando a cantora Alina Pash, escolhida em seleção nacional para representar a Ucrânia, a desistir do Eurovision 2022.

O problema de Alina foi uma visita à região da Crimeia, ocupada pela Rússia, em 2015. Para a Ucrânia, pessoas que visitaram a região, entrando pela Rússia. A atitude de entrar na Crimeia pela Rússia é considerada pela Ucrânia um ato de ilegalidade. Apesar da polêmica, a visita da cantora à região da Crimeia não foi comprovada.

Alina Pash foi então substituída pelo grupo Kalush Orchestra.

Escrito por Kavad Medeiros

André Marques deixa Globo após 27 anos: “Serei meu próprio chefe”

Pantanal: resumo dos capítulos que irão ao ar (30 de maio a 11 de junho)