Foto: reprodução/ @taylorswift @oliviarodrigo
in ,

Variety lista os melhores álbuns de 2021 – até agora

A revista estadunidense Variety, um dos principais veículos especializados em entretenimento, elegeu os melhores álbuns lançados em 2021 até agora. Chris Willman e Jem Aswad, críticos musicais da publicação, selecionaram 21 projetos de musicais que comtemplam vários estilos. A lista vai do rock ao rap.

Na alçada do pop, quem ganhou destaque foi Olivia Rodrigo e o seu aclamado “Sour”. A revista ressalta que grandes nomes da indústria continuaram segurando os seu lançamentos por conta da pandemia, enquanto artistas novados, como a estrela da Disney, aproveitaram o momento. Ao comentar o álbum de Rodrigo, Chris Willman relembra o apogeu de Billie Eillish, mas ressalta que a comparação é mais sobre se perguntar: “Se ela é tão forte assim em sua primeira aposta, como ela estará aos 30?”. Apesar do questionamento, ele diz:

“A glória, porém, de “Sour” é o quão adolescente ele é. Talvez nem seja preciso dizer isso para uma cantora e compositora que tinha 17 anos quando fez este álbum, mas muitos cantores adolescentes estão com pressa para estabelecer sua maturidade, então é uma coisa feliz informar que Rodrigo desiste de atuar na idade dela. Vários pontos ao longo de “Sour”, fornecem as melhores lamentações-infelizes-juvenis ala “Summertime Blues” de Eddie Cochran”.

Álbum de estreia fenômeno pop
Foto: Divulgação

Na 21ª colocação, Taylor Swift marca presença na lista com a regravação de seu segundo álbum de estúdio, que ganhou o nome de “Fearless (Taylor’s Version)”:

“Não há prêmio de “melhor atriz” no Grammy, mas talvez devesse haver no próximo ano. E o Grammy iria para … Swift, por interpretar de forma tão persuasiva sua personalidade de 18 anos em ‘Fearless (Taylor’s Version)’, sua recriação para lá de meticulosa da gravação de 2008 que lhe rendeu o seu primeiro troféu de ‘Álbum do Ano’ (…) A façanha, aqui, é realmente a recriação: é autoconhecimento em uma escala tão grande quanto qualquer álbum “confessional” mais orgânico. E é um ato doce e engraçado de metamorfose que o desafia a tentar argumentar que constitui uma ‘falsa sinceridade'”.

Nova versão do "Fearless", de Taylor Swift
Foto: Reprodução / Instagram

Confira a lista completa de álbuns:

1. Sault, ‘Nine’
2. Allison Russell, ‘Outside Child’
3. Arlo Parks, ‘Collapsed in Sunbeams’
4. Olivia Rodrigo, ‘Sour’
5. Tyler, the Creator, ‘Call Me If You Get Lost’
6. Liz Phair, ‘Soberish’
7. Mdou Moctar, ‘Afrique Victime’
8. St. Vincent, ‘Daddy’s Home’
9. Julien Baker, ‘Little Oblivions’ / Lucy Dacus, ‘Home Video’
10.Girl in Red, ‘If I Could Make It Go Quiet’
11.Wolf Alice, ‘Blue Weekend’
12.Topaz Jones, ‘Don’t Go Tellin’ Your Momma’
13.Matt Sweeney & Bonnie “Prince” Billy, ‘Superwolves’
14.Dry Cleaning, ‘New Long Leg’
15.Altin Gun, ‘Yol’
16.Madlib, ‘Sound Ancestors’
17.Amythyst Kiah, ‘Wary + Strange’
18.Joy Oladokun, ‘In Defense of My Own Happiness’
19.Lake Street Dive, ‘Obviously’
20.Mandy Barnett, ‘Every Star Above’
21.Taylor Swift, ‘Fearless (Taylor’s Version)’

 

 

Escrito por Douglas Françoza

Marisa Monte ganha destaque na Times Square com spoiler de novo clipe

Presidente da RCA fala sobre o impacto de H.E.R na música

Presidente da RCA destaca o impacto de H.E.R. na música