"Diaba", clipe da Urias, foi o vencedor da categoria “Melhor Direção de Arte” no Berlin Music Video Awards (Foto: Reprodução/Instagram)
"Diaba", clipe da Urias, foi o vencedor da categoria “Melhor Direção de Arte” no Berlin Music Video Awards (Foto: Reprodução/Instagram)
in ,

“Diaba”, clipe de Urias, ganha prêmio internacional em Berlim

Tem artistas brasileiros faturando prêmios internacionais. “Diaba”, clipe de Urias, foi o vencedor da categoria “Melhor Direção de Arte” no Berlin Music Video Awards (BMVA). E, de quebra, derrotou grandes produções de Dua Lipa e The Chemical Brothers.

O responsável pela direção de arte de “Diaba” foi o paulistano Ítalo Matos. Anteriormente, o arquiteto cuidou de produções nacionais de artistas como Ludmilla, Pabllo Vittar, Preta Gil, Lexa, Gloria Groove, Manu Gavassi e Luísa Sonza. Além disso, Ítalo acumula trabalhos internacionais com Lali (Argentina) e Laura Pausini (Itália).

Qualquer reconhecimento pelo meu trabalho é muito legal e fico muito feliz. Mas faz ainda mais sentido quando a temática do projeto envolve uma relevância artística inclusiva. E quando podemos destacar questões como a diversidade, por exemplo“, pontua Ítalo.

Além do BMVA, o diretor Ítalo Matos também foi o vencedor da categoria "Melhor Direção" no Music Video Festival Awards de São Paulo em 2019 - mais uma vez por "Diaba". (Foto: Fernanda Tiné)
Além do BMVA, o diretor Ítalo Matos também foi o vencedor da categoria “Melhor Direção” no Music Video Festival Awards de São Paulo em 2019 – mais uma vez por “Diaba”. (Foto: Fernanda Tiné)

“Diaba” derrotou outros 9 indicados: “Physical” (Dua Lipa), “Eve of Destruction” (The Chemical Brothers), “IKAVA” (Chisu), “SLT” (Suzane), “Dynamite” (ATFC & David Penn), “GELD” (Seeed), “Chocolat” (Roméo Elvis), “Obsession” (Joywave) e “Papillons Bleus” (David Assaraf).

Em recente entrevista, Urias desabafou sobre a violência e o preconceito com mulheres transexuais: “Quis me empoderar do fato de que meu corpo é visto como a pior coisa que uma pessoa possa ser. Então, já que grande parte da sociedade me vê como uma coisa ruim, decidi ser a pior das coisas, a própria encarnação do mal com minha música“.

Escrito por Daiv Santos

Atores pretos expõem maus tratos de Lea Michele nos bastidores de “Glee”

Gloria Groove questiona adesão da indústria da música ao #BlackoutTuesday

Gloria Groove questiona adesão da indústria da música ao #BlackoutTuesday