in ,

Urias revela se aceitaria convite para o BBB e elogia Lina: “tinha que ser ela”

Cantora relembrou sua trajetória no podcast Podpah

Foto: captura (YouTube Podpah)

Urias foi a convidada do podcast PodPah desta segunda-feira (27) e recapitulou sua trajetória até o estrelato. A artista, que já viu seu trabalho sendo divulgado na Times Square, foi vendedora uma grande rede de lojas de roupas, trabalhou com moda, antes de se tornar um dos principais expoentes da música pop.

LEIA MAIS:

Foto: captura (YouTube Podpah)

A cantora também falou de sua amizade com Pabllo Vittar e Linn da Quebrada. Ela contou que ainda não viu a dona do disco “Trava Linguas” depois do BBB 22. “Ano passado ela [Lina] me ligou para falar que estava muito feliz, que a carreira dela ia mudar“, contou Urias.

“Só que ela não podia falar que ia entrar no BBB, aí ela ‘estou muito feliz, queria muito falar para as minhas amigas, que ano que vem vai acontecer uma coisa muito importante na minha carreira, que vai mudar tudo”, disse a voz de “Tanto Faz“. “Nunca tinha passado na minha cabeça que ia ser isso”, continuou.

Questionada se aceitaria um convite do reality show da TV Globo, ela hesitou: “Eu acho que…depende, né? (risos) Mas eu acho que não, acho que tem que ter muita coragem“.

A qualquer momento, ali, no rolê, pode tanto ir pro negativo quanto pro positivo”, ponderou a ‘peligrosa’. Ela acredita que Lina foi uma escolha certeira para o elenco do programa. “Eu falo para todo mundo e repito: tinha que ser ela.

“Ela é a única que teria paciência de passar o que ela passou lá dentro, na frente do Brasil inteiro, e ter a concernência de botar a mão da pessoa que atacou ela e falar ‘não, fica de boa, estamos aqui. O certo é esse, é só você se concentrar mais’. Eu não essa paciência, entendeu?”

LEIA MAIS:

Urias revelou como reagiria caso sofresse preconceito de gênero dentro da casa, como aconteceu com a sua amiga. “Na primeira troca de pronome eu ia tirar a blusa. Então agora é ele? Vou fazer igual a vocês e andar aqui sem blusa”, disse a cantora, que elogiou o modo como Lina lida com essas questões. “Ela sempre explicou muito. É porque ela gosta do exercício do explicar, de ela ir falando e você percebendo as coisas que ela está te falando”.

“Uma coisa que pega muito em mim, não sei como é para as outras meninas, mas as vezes totalizam a sua identidade nisso. No meu caso, a minha identidade de gênero. Então, tipo assim, ‘ela é uma menina trans’. Ela é só uma menina trans. Tudo que me chamam para falar é sobre isso. O meu ser, a minha existência é só isso. Ela só é trans. Eu não tenho outras minhas outras complexidades”

A voz de “Racha” falou da importância de Linn ter participado do programa. “A Linn foi muito importante pra gente porque ela mostrou para o Brasil que a gente é humana, que a gente sente, chora”, disse Urias. “E eu acho que o Brasil esperava da Linn, lá dentro [do BBB], uma coisa que ela não entregou, o apontamento da moral. Acharam que ela ia ficar corrigindo, militando e falando o tempo inteiro”, completou.

Confira a entrevista completa: 

 

Escrito por Douglas Françoza

Drake ultrapassa Kanye West e Eminem em ranking da Billboard 200

No "Power Couple", Hadballa decide pedir desculpas para Brenda

No “Power Couple”, Hadballa decide pedir desculpas para Brenda