Foto: Divulgação/Universal Music
in

Universal Music Publishing adquire catálogo musical de Bob Dylan

São mais de 600 direitos autorais ao longo de 60 anos de carreira do artista

A Universal Music Publishing Group (UMPG), divisão de publicação musical da global, anunciou a aquisição de todo o catálogo de canções de Bob Dylan em um acordo histórico. São mais de 600 direitos autorais ao longo de 60 anos, desde “Blowin ‘In The Wind” de 1962 até “Murder Most Foul” deste ano.

Para o Presidente e CEO da UMPG, Jody Gerson, representar a obra de um dos maiores compositores de todos os tempos é um privilégio, mas também uma grande responsabilidade. “Estamos ansiosos para trabalhar com Bob para garantir que sua arte continue a alcançar e inspirar gerações de fãs, artistas e compositores em todo o mundo”, revelou Gerson.

A empolgação da Universal com a nova aquisição é notória, vide as declarações dos seus dirigentes, como a fala de Lucian Grainge, presidente e CEO do Universal Music Group, divulgada em seu site oficial: “Não é segredo que a arte de compor é a chave fundamental para toda boa música, nem é segredo que Bob é um dos maiores praticantes dessa arte. Brilhantes e comoventes, inspiradoras e belas, perspicazes e provocantes, suas canções são atemporais – quer tenham sido escritas há mais de meio século ou ontem”.

“Sua vasta obra conquistou o amor e a admiração de bilhões de pessoas em todo o mundo. Não tenho dúvidas de que daqui a décadas, mesmo séculos, as palavras e a música de Bob Dylan continuarão a ser cantadas e tocadas – e apreciadas – em todos os lugares”, completa Grainge.

Os valores da transação não foram divulgados pela Universal, mas, de acordo com o site Music Business Worldwide, o catálogo de Dylan valeria algo entre US $300-400 milhões no atual mercado de fusões e aquisições de direitos musicais.

Sobre Bob Dylan

Bob Dylan é reconhecido como um dos artistas mais influentes e inovadores desde que surgiu na cena musical folk de Nova York, no início dos anos 1960. O artista, que já vendeu mais de 125 milhões de discos em todo o mundo e acumulou um catálogo singular de trabalho que inclui algumas das maiores e mais populares canções do mundo, continua realizando cerca de 100 shows por ano.

As canções de Bob foram gravadas mais de 6.000 vezes por uma série de artistas que representam dezenas de países, culturas e gêneros musicais. Algumas de suas obras mais conhecidas incluem “Blowin’ In The Wind,” “The Times They Are a-Changin’,” “Like A Rolling Stone,” “Lay Lady Lay,” “Forever Young,” “Knockin’ On Heaven’s Door,” “Tangled Up In Blue,” “Gotta Serve Somebody,” “Make You Feel My Love,” e a vencedora do Oscar “Things Have Changed”, de Garotos Incríveis (Wonder Boys).

Escrito por Rafa Ventura

Deezer anuncia mudanças no setor de Marketing do Brasil

Brunna Gonçalves faz desabafo após Ludmilla desativar as redes por racismo: “Todo dia é atacada”