UBC lança o "Troféu Tradições" e homenageia Anastácia, a "Rainha do Forró"
Foto: Cantora e Compositora Anastácia, homenageada pela UBC
in

UBC lança ‘Troféu Tradições’ e homenageia cantora Anastácia

Com mais de 600 composições registradas, a “Rainha do Forró” Anastácia é a primeira homenageada do “Troféu Tradições” da UBC

A União Brasileira dos Compositores (UBC) anuncia seu mais novo projeto: “Troféu Tradições”. Rompendo o triste histórico de desvalorização e invisibilização da mulher compositora em nosso país, a primeira edição do evento, a ser realizado online no dia 30 de junho, às 19h30,  homenageará o ícone Anastácia, a Rainha do Forró, com o “Arraiá UBC”.

Em pesquisa realizada pela própria UBC, em maio deste ano, junto a compositoras, intérpretes, musicistas, produtoras fonográficas e técnicas, e respondida por 252 profissionais do setor do sexo feminino, foi constatado que 79% das mulheres na música já sofreram discriminação de gênero e 53% jamais receberam valores de direitos autorais. Confira o relatório completo acessando aqui.

Para Paulo Sérgio Valle, Diretor Presidente da UBC, “nada mais revolucionário do que uma tradição que se renova”. O projeto tem por objetivo reconhecer artistas e movimentos artísticos que contribuíram para a formação da cultura brasileira. Com periodicidade anual, o evento dará espaço a um diferente estilo musical em cada edição.

“O Troféu Tradições é uma forma da UBC valorizar os movimentos regionais . O Brasil é um país continental e a cultura regional precisa ser valorizada por sua natureza e potencialidade que muitas vezes extrapolam os limites geográficos. A música brasileira não tem limites.” – afirma Marcelo Castello Branco, Diretor Executivo da UBC.

 

Ver esta publicação no Instagram

 

Uma publicação partilhada por UBC (@ubcmusica)

A ‘rainha do forró’ será a primeira homenageada

Somente com Dominguinhos, seu parceiro por longos anos, Anastácia escreveu mais de 250 canções, entre elas “Eu só quero um xodó” e “Eu tenho sede”. Ao todo, a artista coleciona mais de 600 composições registradas. A artista foi ainda indicada ao Grammy , na categoria “álbum de música de raízes em língua portuguesa”, no ano de 2018, pelo álbum “Daquele Jeito”, onde traz duetos especiais com artistas como Raimundo Fagner Fafá de Belém Alcione Zeca Baleiro .

Ainda em 2018, realizou um show especial celebrando seus 80 anos que será lançado em formato de álbum. Em 2020, graças ao incentivo e produção da própria neta, Carolina Albuquerque, a compositora lançou DVD ao vivo comemorando seus 80 anos com vasto repertório e participações especiais.

Para quem deseja conhecer mais a artista, parte de seu acervo agora está disponível nas plataformas digitais, desde o sucesso “Vamos Xamegá”, de 1972.

Arraiá UBC

O show do “Arraiá UBC” celebrará sua trajetória musical e contará com participações especiais de Zeca Baleiro, Mariana Aydar e Mestrinho. No palco não faltarão sucessos como “Xote da Gameleira”, “Canção pra Bob Marley”, “Cheguei pra ficar”, “Contratao de separação”, “O amor de Zabelê”, “Doce cachaça”, “Saudade matadeira”, “Tenho sede/ Eu quero um xodó”, entre outros. Compondo o cenário de lançamento do “Troféu Tradições”, serão publicados nas redes sociais da UBC pequenos vídeos contando e mostrando a trajetória desta incrível artista.

UBC lança o "Troféu Tradições" e homenageia Anastácia, a "Rainha do Forró"
Foto: Zeca Baleiro (foto: Silvia Zamboni), Mariana Aydar e Mestrinho no Arraiá da UBC/Divulgação
O local escolhido para a realização da homenagem foi o Canto da Ema, tradicional reduto do forró em São Paulo. O espaço, batizado com nome de música de João do Vale interpretada por Jackson do Pandeiro, homenageia dois dos mais importantes compositores e cantores da história do forró. Desde sua inauguração, o Canto da Ema proporciona ao seu público o melhor do ritmo, recebendo não apenas consagrados nomes do gênero, como Elba Ramalho e Geraldo Azevedo, mas também diversos músicos da nova safra do forró.
O Arraiá UBC acontecerá na quarta-feira, dia 30 de junho, às 19h30. Assista no link abaixo:

Escrito por Láisa Naiane

Fã brasileiro da Miley Cyrus morre por crime de homofobia

Novo trabalho de Prince já vislumbrava a era de divisão política e desinformação atual