Novela "Mulheres Apaixonadas" chega ao Globoplay! Relembre a trilha sonora que vendeu 1 milhão de CDs. Foto: Gshow
in ,

Novela “Mulheres Apaixonadas” está de volta no Canal Viva! Relembre a trilha sonora que vendeu 1 milhão de CDs

Clássico da dramaturgia brasileira, a novela “Mulheres Apaixonadas” está de volta no Canal Viva nesta segunda-feira, 24, a partir das 23h. Além da trama de Manoel Carlos se destacar por já em 2003 falar de assuntos polêmicos, como romance lésbico na adolescência, agressão à mulher, agressão aos idosos, “manutenção da castidade” por indicação religiosa, o folhetim se destacou por uma trilha sonora impecável!

Novela "Mulheres Apaixonadas" está de volta no Canal Viva! Relembre a trilha sonora que vendeu 1 milhão de CDs. Foto: Gshow
Novela “Mulheres Apaixonadas” está de volta no Canal Viva! Relembre a trilha sonora que vendeu 1 milhão de CDs. Foto: Gshow

Sucessos nacionais e internacionais como “Velha Infância”, dos Tribalistas, “Mais Uma Vez”, de Renato Russo, “I’m With You”, de Avril Lavigne, “Amor Maior”, de Jota Quest, “Imbranato”, de Tiziano Ferro, “Vivir Sin Aire”, do Maná, “Don’t Know Why”, de Norah Jones e muitos outros hits.

Vera Holtz vivia a professora Santana na novela "Mulheres Apaixonadas", que reestreia nesta segunda-feira, 24, no Canal Viva. Foto: Gshow
Vera Holtz vivia a professora Santana na novela “Mulheres Apaixonadas”, que reestreia nesta segunda-feira, 24, no Canal Viva. Foto: Gshow

À época, a trilha sonora fez tanto sucesso, que foram lançados 2 discos com as canções da novela. O primeiro volume trazia Rodrigo Santoro na capa, em disco duplo, dividido entre as músicas nacionais e internacionais. Já o segundo volume, seguia o mesmo modelo do primeiro, com Erik Marmo na capa.

A repercussão foi tão grande que os álbuns venderam 1 milhão de cópias. Vamos relembrar dos núcleos da novela através da trilha sonora?

Edwiges e Cláudio – músicas dos Tribalistas e Renato Russo

Músicas de Tribalistas e Renato Russo embalaram o romance de Edwiges (Carolina Dieckmann) e Cláudio (Erik Marmo) na novela "Mulheres Apaixonadas. Foto: Gshow
Músicas de Tribalistas e Renato Russo embalaram o romance de Edwiges (Carolina Dieckmann) e Cláudio (Erik Marmo) na novela “Mulheres Apaixonadas. Foto: Gshow

Uma das histórias mais faladas da trama era o romance entre Edwiges (Carolina Dieckmann) e Cláudio (Erik Marmo), que falava do tabu da virgindade pós adolescência e o preconceito social. A mãe de Claudio não que queria que ele se envolvesse com Edviges por ela ser pobre.

Aos 20 anos Edwiges era virgem e sonhava em fazer sexo pela primeira vez com um homem que a amasse de verdade. Para embalar a história do casal, a trilha sonora ficava por conta de dois sucessos da música nacional, “Velha Infância”, de Tribalistas e “Mais Uma Vez” de Renato Russo.

Padre Pedro e Estela – “Imbranato”, de Tiziano Ferro

"Imbranato", de Tiziano Ferro, embalou o romance de Padre Pedro (Nicola Siri) e a socialite Estela (Lavínia Vlasak) na novela "Mulheres Apaixonadas". Foto: Gshow
“Imbranato”, de Tiziano Ferro, embalou o romance de Padre Pedro (Nicola Siri) e a socialite Estela (Lavínia Vlasak) na novela “Mulheres Apaixonadas”. Foto: Gshow

Um dos casais queridinhos do público era o romance “impossível” entre Padre Pedro (Nicola Siri) e a socialite Estela (Lavínia Vlasak). Estela era uma mulher da alta sociedade carioca, que não tinha muitos problemas na vida. Contudo, guardava uma paixão escondida pelo padre que fez sua primeira comunhão.

O tempo passa e ela o reencontra durante uma festa de casamento e partir daí faz de tudo para convencer o padre que ele deve largar a batina e começar um romance com ela. Para ilustrar esse amor quase impossível com o padre italiano, a música “Imbranato”, de Tiziano Ferro foi a escolhida e fez um sucesso enorme no Brasil. Chegando a ser regravada na versão em português, “Apaixonado”, pela dupla Hugo e Tiago.

Raquel, Fred e Marcos – Norah Jones e Avril Lavigne

Raquel (Helena Ranaldi) sofria com a violência de Marcos (Dan Stulbach), mas encontrou amor nos braços do aluno Fred (Pedro Furtado). Foto: Gshow
Raquel (Helena Ranaldi) sofria com a violência de Marcos (Dan Stulbach), mas encontrou amor nos braços do aluno Fred (Pedro Furtado). Foto: Gshow

Em 2003 a violência contra a mulher ficou em pauta no Brasil devido ao núcleo de Raquel (Helena Ranaldi) e Marcos (Dan Stulbach). Na trama, o tenista batia na sua mulher com raquetes, fato esse que provocou uma grande mobilização pública sobre a violência doméstica. Durante a exibição da novela, aumentou no Brasil o número de denúncias contra violência doméstica. Só no Rio de Janeiro as denúncias contra a violência feminina cresceram em 40 %.

Contudo, Raquel encontra amor e afeto nos braços do seu aluno, Fred (Pedro Furtado). Para ilustrar esses momentos de felicidade da professora, a música “Don’t Know Why“, de Norah Jones era o seu tema na novela. Já quando ela estava com Fred, o som que ilustrava a felicidade dos dois era “I’m With You” de Avril Lavigne.

Clara e Rafaella – “Vivir Sin Aire”, do Maná

O amor de Clara (Alinne Moraes) e Rafaela (Paula Picarelli) foi ilustrado com a música "Vivir Sin Aire", do Maná
O amor de Clara (Alinne Moraes) e Rafaela (Paula Picarelli) foi ilustrado com a música “Vivir Sin Aire”, do Maná. Foto: Gshow

Em 2003 ainda existia muito tabu na TV para inserir casais do mesmo sexo nas novelas. No entanto, Manoel Carlos, que buscou quebrar vários tabus, optou por colocar uma trama de romance lésbico logo na adolescência entre as personagens de Clara (Alinne Moraes) e Rafaela (Paula Picarelli). O intuito de Maneco era até que existisse o primeiro beijo gay em uma novela entre as duas atrizes.

Porém, em uma pesquisa realizada na época foi apontado que o público não era contrário à relação das duas meninas, contudo não aceitaria uma cena de beijo. Para ilustrar o amor entre as duas, foi escolhida a música “Vivir Sin Aire” do grupo mexicano “Maná”, que se tornou uma das músicas mais tocadas nas rádios do país naquele ano.

Escrito por Helena Marques

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Sia confirma parceria Doja Cat e Ozuna e responde críticas: “poderei doar dinheiro”

VMA 2020: Harry Styles e Dua Lipa se recusam a cantar na premiação