in ,

Treta: Nomes como J Balvin, Maluma, Natti Natasha e Karol G promovem boicote ao Grammy Latino pela falta de reggaeton

Neste terça-feira (24) foram divulgados os nomeados ao Grammy Latino, repercutindo de forma intensa. Teve muita gente emocionada e comemorando indicações, mas também tem seu lado negativo… Foi o caso de alguns artistas que não ficaram nada satisfeito com o que viram, principalmente os que representam o reggaeton.

Algumas horas depois do anúncio, os artistas começaram a se pronunciar. J Balvin foi o primeiro que atualizou seu Instagram com uma foto promovendo um boicote ao Grammy. Ele escreveu: “Sem reggaeton, não há Grammy Latino”. Na legenda: “pela cultura e pelo movimento”.

O próprio J Balvin foi indicado duas vezes, ambas na categoria Melhor Canção “Urban”. Uma foi com “Caliente”, com De La Ghetto, e outra “Con Altura”, com Rosalía. Vale ressaltar, no entanto, que ele não apareceu com nenhum lançamento como artista principal, coisa que ele estava acostumado.

Ver essa foto no Instagram

Por la cultura y el movimiento !!

Uma publicação compartilhada por J Balvin (@jbalvin) em

Engrossando a campanha, Maluma escreveu um texto no Instagram. Ele não foi indicado. “É uma desilusão bem ruim não ter nenhuma indicação ao Grammy Latino, tanto esforço, o melhor disco que fiz em minha vida, junto com quem eu sempre sonhei, incluindo Madonna cantando em espanhol, grandes sucessos, uma salsa produzida por Sergio George, no meu peito não cabe a entrega que eu coloquei no ’11:11′. Definitivamente estou confuso e sem saber o que pensar. A única coisa que fica claro é que o prêmio maior é ter um público que se identifica comigo. Amo vocês, mas não posso esconder esse sentimento que me dói por dentro. Felicidade a todos os nomeados, de todo o coração, me dá muita alegria de ver parcerias aí”.

Daddy Yankee também entrou no movimento. “Apesar de ser indicado, eu não concordo com a maneira como eles trataram o gênero e muitos dos meus colegas. Lembre-se de uma coisa muito importante: sua plataforma não foi a que criou esse movimento. Isso vai além de um prêmio. Isso é cultura, credibilidade, relevância e respeito”, escreveu.

Natti Nattasha e Karol G também repostaram, concordando com tal manifestação. De fato, o reggaeton é o ritmo mais forte da atualidade que promove a música latina pelo mundo. Alguns nomes como Bad Bunny, Daddy Yankee e Ozuna, ícones no estilo, apareceram, mas pelo jeito que não foi o suficiente.

A 20ª edição do evento que acontece no dia 14 de novembro em Los Angeles, Estados Unidos.

Escrito por Caian Nunes

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Direto do Museu do Grammy, Halsey fala do novo álbum: “é uma conversa muito pessoal”

MC Melody e MC Loma trocam farpas nas redes sociais: “Cara de saracura”