Trecho: Renegado e Rebecca celebram a negritude na parceria "Pele Preta"
Foto: Denise Ricardo
in ,

Trecho: Renegado e Rebecca celebram a negritude em “Pele Preta”

Lançamento está marcado para a sexta-feira (16).

Na sexta-feira (19) vai ser lançada a música “Pele Preta“, um encontro entre os artistas Renegado e Rebecca. A faixa mostra um lado mais romântico da cantora, que é conhecida por seus funks dançantes. A ideia da letra é valorizar o amor afrocentrado, algo que além dos afetos, inclui o apoio mútuo e a valorização de pessoas pretas em muitas esferas da vida social. Com isso, a vivência dos próprios artistas é colocada em pauta, já que dois são jovens negros de origem periférica.

Renegado e Rebecca celebram a negritude na parceria "Pele Preta"
Foto: Denise Ricardo

Leia Mais:

A produção é de Umberto Tavares, responsável por diversos hits da música nacional. Ele entra para fortalecer o álbum “1221″, o atual do renegado, que entra em sua 2ª parte com o 7º single (antes, ele lançou parceria até com a ícone Elza Soares).

Interessante, não é mesmo? Se você ficou curioso, temos um trecho para vocês!

Escute o trecho:

Os artistas estão muito orgulhosos do projeto. Rebecca é uma das mulheres mais fortes e poderosas que conheço. Eu ousaria dizer que nosso encontro é de almas, como cantamos em ‘Pele Preta’. Não poderia ser diferente. A música nasceu forte e se desenhou naturalmente, sabe?! Quando dois pretos celebram em música a beleza de dois corpos pretos se amando, se respeitando, se completando, tema tão importante para nossa representatividade, mas raro de se encontrar na música do nosso país, é sinal de que algo realmente está acontecendo e precisa ser comemorado”, conta Renegado. 

Ele continua refletindo: “Entre outras coisas, o racismo estrutural tirou de nós a possibilidade de escutarmos uma música que conta histórias como a sua, como a nossa. Ainda sofremos na pele, dia após dia o flagelo do racismo, mas agora podemos cantar, gritar e inspirar outras pretas e pretos. “Pele Preta” não é só música. É protesto amoroso, é ocupação dos espaços, é debate sobre um tema tão importante e ao mesmo tempo tão banalizado. É música que faz pensar e amar ao mesmo tempo, que traz consciência e pertencimento. É cura”, comenta Renegado. 

Rebecca também acompanha a reflexão: A negritude merece sempre ser celebrada. Sou grata ao Renegado, Umberto Tavares e Jefferson Junior, grandes mestres da música nacional, por me apresentarem esta composição forte, necessária e repleta de significados. Eu e Renegado tivemos uma identificação e conexão imediata, por sabermos a importância da pele preta e o valor que carregamos com muita luta. Repito com Renegado: é um protesto de amor, é um grito de orgulho, coragem e resistência. Pele Preta celebra a negritude por completo”, completa.

Escrito por Caian Nunes

DRIP Urban Music festival reúne cena musical urbana em BH

DRIP Urban Music: festival reúne cena musical urbana em BH

Ludmilla e Preta Gil estão os artistas que vão ganhar o Troféu Raça Negra

Ludmilla e Preta Gil estão os artistas que vão ganhar o Troféu Raça Negra