Foto: Hello I'm Nik/Unsplash
in

TikTok acorda pagar R$ 500 milhões em processos de privacidade e divulga relatório de transparência

O TikTok recebeu mais de 20 processos de usuários que alegam que a plataforma de conteúdo da Bytedance coleta e divulga seus dados pessoais à terceiros. Para resolver os casos, a justiça dos Estados Unidos acordou que a empresa deve pagar um total de US$ 92 milhões (mais de R$ 500 milhões) aos usuários afetados.

“Embora discordemos das alegações, em vez de passarmos por longos litígios, gostaríamos de concentrar nossos esforços na construção de uma experiência segura e alegre para a comunidade TikTok”, escreveu um porta-voz da TikTok em declaração.

Além da quantia estabelecida, o app terá que criar um fundo monetário para usuários do TikTok, um programa de treinamento de conformidade de privacidade e novas medidas para garantir a privacidade do público.

Relatório de transparência

Esta semana, a plataforma divulgou sua última versão de um relatório de transparência com dados de 2020. De acordo com a empresa, no segundo semestre do ano, o TikTok removeu 89 milhões de vídeos globalmente, sendo 11 milhões só nos Estados Unidos, e 6 milhões de contas por violarem as diretrizes do serviço. Esse número representa apenas 1% do total de conteúdo publicado no aplicativo.

Segundo o TikTok, 92,4% desses vídeos foram removidos antes de um usuário relatá-los, 83,3% foram removidos antes de receberem qualquer visualização e 93,5% foram removidos em 24 horas após serem postados. Além disso, cerca de 9 milhões de contas foram removidas por spam e a empresa impediu a criação de 173 milhões de contas por meios automatizados.

Também no relatório, a empresa informou que recebeu 546 pedidos legais nos Estados Unidos nos últimos seis meses de 2020. Nos casos de intimações, mandados de busca, ordens judiciais e rastreamento de armadilhas, o TikTok diz que pode divulgar dados dos usuários — em alguns casos informações básicas e em outros dados de registros, conteúdo de vídeo e interação.

Por fim, a empresa revela estar orgulhosa do progresso feito para aumentar a transparência nos conteúdos e práticas de moderação. “Continuaremos a ouvir feedback de nossa comunidade e compartilhar nosso progresso enquanto trabalhamos para ganhar a confiança de nossa comunidade”, diz a empresa.

Escrito por Rafa Ventura

Técnico da seleção de vôlei e ex-vice-presidente do Rock In Rio investem no mercado de música eletrônica

‘Coringa’: Jão se consolida nas rádios e tem música pop mais executada em sua estreia