banner com link para rádio globo
TH4I. Foto: DIvulgação.
in ,

TH4I: Produtor de Luísa Sonza e Lia Clark fala da transição para artista principal no mainstream

Confira a entrevista.

Fãs de música pop que acompanham o cenário internacional estão acostumados a ver DJs como artistas principais e no mainstream desde os anos 2000. Pula para 2022 no Brasil, cenário nacional cada vez mais aquecido. Será que os fãs daqui também abraçaram a ideia de que o DJ ou produtor pode se ‘lançar em carreira solo’?

TH4I: parceiro musical de Luísa Sonza, Cleo e Pocah lança o single “Que Delícia é Essa”

TH4I responde. O DJ e produtor assinou músicas que fizeram o Brasil balançar nos últimos cinco anos e agora quer que todos vejam seu nome no lugar mais alto dos créditos musicais. É dele hits como “Braba”, “V.I.P..” e “Boa Menina”, da Luísa Sonza; “Sentadinha Macia”, de Lia Clark; e “Queima”, de Cleo e Pocah.

TH4I e Luísa Sonza. Foto: Instagram (@th4imusic)

“Acho que quando os profissionais começam produzindo para outros artistas, quando começam a criar para elas mesmas, algumas pessoas não entendem isso de cara. Por exemplo, eu acho o Ruxell um dos maiores produtores do Brasil, só que acho que ele não tem a visibilidade como artista principal de fato e que merece. O Pedro Sampaio, outro exemplo, já entrou no mercado como artista principal e não produzindo para outros artistas. Acho que as pessoas até entendem, mas na prática é mais difícil. Há um trabalho a mais para que o produtor vire o artista principal”, disse TH4I ao POPline.

Leia mais:

“A maioria da galera que está curtindo minha música solo é uma galera que não sabia que eu tinha um passado como produtor. Acho que a conversão das pessoas que me veem pela primeira vez é muito maior do que a das pessoas que já me acompanham”, refletiu.

A dificuldade não assusta. TH4I tem um grande background musical familiar e o talento de multi instrumentista veio através do auto aprendizado. “Na minha família, todo mundo toca. Meu pai toca guitarra desde quando eu tinha oito anos. Todo final de semana meus tios se reuniam e um levava a bateria, outro levava o baixo, o outro guitarra e fazia a bagunça, mas eu nunca fiz curso. Eu sempre fui muito curioso e proativo a aprender”, disse.

O passo para sair de trás da mesa de som veio ainda na pandemia. Inspirado em artistas internacionais como Anderson.Paak e The Weeknd, misturando com as referências da infância como rock e miami bass, além do que ouvia na comunidade das Palmeiras, em Niterói (RJ), Th4i cria algo autêntico. Ano passado liberou seu primeiro EP com parcerias com Mc Tha e Cynthia Luz, e em 2022 apostou em uma música solo. TH4I não só assina a produção e composição da própria música, “Que Delícia é Essa”, como canta. E aprendeu muito com as mulheres com quais colaborou.

“Acho que 90% do meu trabalho foi com mulheres. Prefiro assim porque acho que aprendo muito mais. A gente vive em uma sociedade machista e eu procuro, em tudo o que eu faço, ter mulheres ali, auxiliando, trabalhando junto, tomando frente. O aprendizado é muito maior do que se eu estivesse lidando com homens iguais a mim”, disse.

“A determinação delas é sinistra. A Luísa é uma pessoa, mano, ela passou tanta coisa e ela está ali, maravilhosa, plena e não se abate com nada. Passa pelas situações com muita força”, disse. “Eu prefiro estar com as mulheres para absorver mais, como se portar, como pensar tipo, como agir em situações e com certeza estar com elas me ajudou muito”, continuou TH4I.

Formado em design, com as experiências autodidatas da infância e adolescência, e o conhecimento adquirido com suas parceiras em estúdio, TH4I vislumbra um grande 2022. Sem deixar de auxiliar os artistas em suas criações, o produtor, cantor, compositor e multi instrumentista já tem planos traçados para este ano. Um projeto acústico para o YouTube, o TH4I In Concert, e possivelmente um novo EP estão na lista.

“Tô com a ideia de, a cada dois meses, soltar um single. E pensando sobre um novo EP, conforme foram acontecendo até o final do ano, eu solte um EP só um pequeno, talvez com três ou quatro músicas. Funk é um ritmo muito original, é gratificante trabalhar porque além de ser a parada que eu gosto, que é ritmo, muita dança, é nosso. O que você misturar com funk, dá bom”, riu.

Ter reconhecimento sem ser enquadrado em rótulos, é o sonho de qualquer artista. E é legítimo, você sendo o cara que comanda a mesa de som e o computador com várias trilhas ou quem está colocando voz e o instrumento. Pra TH4I, o objetivo é ter um setlist só seu. “Quero tocar apenas as minhas músicas, então eu vou continuar soltando até as pessoas entenderem de fato que dá pra ser tudo [produtor e cantor]. Não é só uma pessoa que quer cantar. Ela pode tudo”.

Escrito por Amanda Faia

Nova aliança? Gustavo e Lucas combinam voto em brother no BBB22

Harry Styles faz ação misteriosa para anunciar lançamento