in ,

Termômetro: “Shameless”, um dos novos singles da Camila Cabello, é avaliado pelo time do POPline – confira a temperatura final após o seu voto

Nesta quinta-feira (05) Camila Cabello oficialmente lançou sua nova era. Chegaram os singles “Shameless” e “Liar”, mas aqui focamos no primeiro, que ganhou até clipe! Nossa equipe avaliou a faixa e deu suas respectivas notas. É quente ou fria? Confira!

Resenha: Amanda Faia

O lançamento duplo não é novidade na carreira solo de Camila Cabello. Foi assim em 2017, em 2018 e agora em 2019. Das duas liberadas nesta quinta, “Shameless” vem com clipe. E em todos os aspectos, Camila mostra claro amadurecimento: da composição, da estética, do figurino, coreografia, closes, efeitos especiais, conceito. Diferente de outras canções, a música funciona com e sem o vídeo de apoio. Ela não perde qualidade apenas em ser ouvida.

É uma “Crying In The Club” atualizada e robusta, com novos elementos e certeira para as rádios. Abrange a programação clichê de parada de sucesso e a adulta. Ao ouvir com mais calma a faixa trecho a trecho, é possível identificar uma referência – ou sample de “LoveStoned” (do Justin Timberlake) – o que atrai os ouvidos nostálgicos (uma tendência que vem agradando). A surpresa veio após o refrão, uma leve quebrada dramática traduz em melodia a letra sobre o sentimento arrebatador de uma conquista.

Geralmente o primeiro single é pra surpreender e “Shameless” cumpre a proposta. Para quem gosta de “Havana” e pedia outro megahit, basta ouvir “Liar”.

Temperatura: 95º

Caian Nunes

“Shameless” é incrível. Sua sonoridade totalmente diferente do que estamos acostumados a ouvir nas rádios atualmente mostra uma braveza incrível da cantora (mesmo que isso seja aliviado por “Liar”, um plano B mais confortável). É até difícil explicar… É alguma coisa de música alternativa, até de rock, com música eletrônica, mas sem deixar de ser pop. A faixa provoca sensações, é catártica, cheia de texturas e emoções. É arte. Sempre tem aquela turminha saudosistas de músicas do passado e, ultimamente, está surgindo a geração que sente falta dos anos 2000. Realmente, lá era uma fase onde o pop tinha muita mistura com o rock e elementos ousados. Camila Cabello, no entanto, conseguiu fazer isso em pleno 2019. Lembra o passado, mas é renovador. Arrisco dizer que essa é a melhor música do ano.

Temperatura: 100º

Kavad Medeiros

Camila Cabello iniciou sua nova fase, o mundo de “Romance”, com duas músicas, tendo “Shameless” como a que ganha mais destaque, com direito a videoclipe. E em “Shameless”, Camila exibe uma sonoridade diferente do que o mundo está acostumado a ouvir dela. O início da faixa, com sua voz toda trabalhada no eco e a linha de baixo, pode nos remeter a uma faixa mais indie, algo meio Lana Del Rey. Mas é quando o resto dos instrumentos chegam em “Shameless” que a música ganha a força que precisa para ser um hit, apesar de no refrão a simplicidade de voz e poucos elementos instrumentais continua predominando. A faixa ainda passa uma certa vibe obscura, introspectiva. Uma faceta de Camila Cabello não muito explorada, mas que a cantora é sempre elogiada, com músicas como “Crying in the Club”, que exibe o mesmo tom introspectivo, sendo ainda uma das favoritas dos fãs.

Temperatura: 85º

Leonardo Torres

Não gostei da música de primeira. Fico muito incomodado com a estrofe “no-oh, uh-uh, don’t wanna do this now”, que traz a voz de Camila Cabello com um tratamento artificial irritante. Quando termino de ouvir, é essa parte que fica na minha cabeça e é uma parte que julgo ruim – lirica e melodicamente. Quando analiso friamente a canção, no entanto, todo o resto me parece muito bom. É uma produção interessante, com um crescente que não deixa a peteca cair. Os 40 primeiros segundos, sobretudo, introduzem uma nova faceta de Camila. Há algo de obscuro em seu canto, em sua embocadura. Uma inclinação à Billie Eilish. Quase não combina com o que Camila canta em seguida, “I need you more than I want to”, que é extramemente romântico. A letra não me impressiona. Esperava mais.

Temperatura: 69º

Agora é a sua vez

Nesta nova versão do “Termômetro”; a nota final da música terá contribuição também da audiência. Nossa redação já escolheu a temperatura para “Shameless”, mas tudo pode mudar quando você vota! Registre sua opinião no nosso Instagram Stories.

Ao final do dia de votação, 75% dos nossos seguidores decidiram que “Shameless” é quente, sendo essa a nota de nossa audiência. Acima, você confere a temperatura final!

Escrito por Caian Nunes

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Rita Ora acerta para ser jurada de novo reality show no Reino Unido, diz jornal

Logo/Divulgação

Receita de música nos EUA cresce 18% no primeiro semestre atingindo US$ 5,4 bilhões, aponta relatório da RIAA