Connect with us

Taylor Swift

Taylor Swift solta indireta para Scooter Braun e Scott Borchetta em clipe de “The Man”

Veja todas as referências e “easter eggs” do novo vídeo da cantora.

Published

on

Videoclipe da Taylor Swift sem dicas escondidas não é videoclipe da Taylor Swift. “The Man” lançado na manhã desta quinta-feira (27) não é diferente e a cantora fez questão de inserir mensagens pela produção dirigida pela própria artista.

A que mais saltou os olhos e que vem gerando debate desde a estreia é a (in) direta para Scooter Braun. Quando Taylor vestida de homem para para fazer xixi em pleno corredor do metrô, ela fica de frente para uma parede com os títulos de seus álbuns anteriores ao “Lover” e duas plaquinhas: “PERDIDOS. Se encontrar devolver a Taylor Swift” e uma outra com um desenho de patinete e o símbolo de proibido. Para quem não sabe, patinete em inglês é “scooter”. Além disso, no centro há um grafite “KARMA”!

Reprodução: YouTube

Minutos antes, a (in) direta foi para Scott Borchetta, dono da antiga gravadora de Taylor Swift e que vendeu parte das ações para Scooter Braun transferindo o catálogo da cantora para o poder do empresário. A referência a Scott aparece em um cartaz de filme dentro do vagão do metrô. “Chefe Scotch, capitaliza o sentimento”, diz o cartaz.

O jornal lido por Taylor “o cara” Swift é uma crítica à imprensa e as diferenças de tratamento quando as manchetes são sobre homens e mulheres. O que mais salta aos olhos são a propaganda para “homens com real sede”, “é homens contra garotos, sem mulheres por perto”, “os CEO’s mais elegíveis do ano”, “o homem e o amor por esportes” e “quanto um homem ganha no ano em namoros com celebridade”. A única menção à uma matéria feminina é uma comparação de “looks”. O machismo também é retratado quando Taylor coloca o homem em um iate rodeado de mulheres de biquíni.

No início do clipe, “O Cara” é um executivo aplaudido por outros homens do escritório. No entanto, uma das funcionárias não está 100% satisfeita com o chefe autoritário: uma mulher que segura uma xícara com trecho da letra da música. “Eu seria o cara”, diz a mensagem.

Taylor ainda retrata a necessidade de aprovação do homem por terceiros, como geralmente o pai de uma criança é eleito o “melhor de todos” apenas por fazer a sua obrigação (que é cuidar e dar atenção à filha, no caso do clipe), uma competitividade exacerbada e como ninguém questiona a diferença de idade de um casal quando o mais velho é o homem.

Este é o primeiro videoclipe dirigido 100% por Taylor Swift. Então, quem é que faz a voz do “O Cara” na conversa com a cantora? Nos créditos finais ficamos sabendo que Dwayne Johnson é o responsável pela voz do personagem principal. Na conversa, Taylor inverte os papéis e pede que Tyler seja “mais sexy” e mais “agradável” nas gravações.

Taylor também faz uma breve propaganda do seu documentário para a Netflix, o “Miss Americana”. No entanto, a cantora troca o seu rosto no pôster pelo do personagem de “The Man” o batizando de Tyler Swift. E, claro, o título muda de Miss para Mr. Americana.

E a aparição especial? O pai de Taylor está no clipe como o juiz do jogo de tênis.

Os créditos finais são especiais. Além de Taylor Swift mostrar a sua transformação em “O Cara”, a cantora faz questão de colocar o seu nome nas principais funções do vídeo. “Dirigido por”, “escrito por”, “estrelado pro” e ainda um “pertence à”.

Pra terminar, será que Taylor ainda deixou uma dica no vídeo? Um dos pôsteres do vagão do metrô tem uma data: 20 de julho. O que será? Fãs especulam alguma novidade grande! Na mesma cena, uma das passageiras usa um moletom da nova coleção da Taylor “Miss Americana and the Heartbreak Prince”. Uma dica de próximo single?

Se você ainda não viu… vale a pena:

Comments

Pussycat Dolls

Shows de Taylor Swift e Pussycat Dolls em São Paulo estão confirmados, diz produtora

Eventos estão agendados para junho e julho.

Published

on

A produtora Time For Fun (T4F) divulgou uma nota no Instagram atualizando os clientes sobre a situação de vários shows em meio à pandemia de coronavírus. No comunicado, a T4F informa que os shows das Pussycat Dolls e da Taylor Swift em São Paulo seguem confirmados, com as mesmas datas.

>> The Pussycat Dolls adiam turnê no Reino Unido para outubro

As Pussycat Dolls têm apresentação marcada para o dia 13 de junho no Unimed Hall, e os ingressos não começaram a ser vendidos ainda. Já Taylor Swift está com dois shows marcados – dias 18 e 19 de julho – no Allianz Parque. As entradas foram vendidas desde o ano passado.

Toda a agenda de março, abril e maio da Time For Fun foi remanejada, incluindo o festival Lollapalooza, que dura três dias. Ele agora acontecerá nos dias 4, 5 e 6 de dezembro. Os ingressos adquiridos continuam válidos.

Ver essa foto no Instagram

Quer descobrir a nova data do show do seu artista favorito? A gente te mostra! 🖤 Devido à pandemia do Covid-19, decidimos por preservar a segurança do nosso público, nossos artistas e colaboradores, seguindo também as medidas preventivas recomendadas pelo Ministério da Saúde. Para isto, alguns espetáculos precisaram ser adiados ou cancelados. A maioria já tem data definida, e estamos trabalhado a todo vapor para confirmar os que faltam. Todos os ingressos adquiridos serão válidos para as novas datas. A política de eventos adiados ou cancelados e mais informações serão enviadas entre o final desta semana e da próxima, a todos os titulares de ingressos. Se o seu show acontecerá em outra data, adoraríamos ter você lá com a gente se divertindo depois de um período complicado como este em que o mundo todo enfrenta. Agradecemos pela paciência e parceria de sempre. Aproveitamos para lembrar que, se você puder, fique em casa nos próximos dias para garantir a menor propagação do Coronavírus na sua cidade. Em breve, vamos poder os reunir para cantar e dançar com nossos artistas favoritos!

Uma publicação compartilhada por T4F (@t4f) em

Continue Reading

Ariana Grande

Taylor Swift e Ariana Grande estão ajudando financeiramente a fãs que estão com necessidades durante pandemia

Cantoras estão praticando a solidariedade.

Published

on

A pandemia do Coronavírus acaba causando problemas que vão além da saúde, já que muitas pessoas não conseguem trabalhar. Por isso, Taylor Swift e Ariana Grande estão ajudando algumas situações complicadas de fãs, fazendo doações de quantias de dinheiro.

As próprias cantaras não divulgam, mas fãs relatam nas redes sociais. Taylor, por exemplo, doou U$3.000,00 a fã que disse que estava preocupada com sua permanência na cidade de Nova York.

“Fiz uma postagem no Tumblr sobre como estava com medo de não poder continuar morando em Nova York por causa do que a corona fez com a indústria da música”, escreveu Holly Turner no Twitter. “Taylor Swift literalmente, sozinha, salvou minha capacidade de ficar aqui. Eu nem posso acreditar nos meus olhos agora”, explicou.

Relatos de Ariana Grande também são frequentes, sendo que ela tem transferido valores entre U$500,00 e U$1000,00 para fãs que lutam no momento de crise.

“Ela estendeu a mão e cuidou do meu salário durante o mês”, compartilhou uma fã com a Page Six.

Elas não são as únicas. Lil Nas X e Megan Thee Stallion também tiveram ações parecidas. Solidariedade é super importante nessas horas!

Continue Reading


Taylor Swift

“ME!” é a quarta música da Taylor Swift a atingir 400 milhões de streams no Spotify

Veja dados!

Published

on

“ME!”, parceria de Taylor Swift com Bredon Urie, atingiu a marca de 400 milhões de streams no Spotify. Lançada no dia 26 de abril de 2019, foi o primeiro single do álbum “Lover”, atingindo o segundo lugar na parada Billboard Hot 100, a principal dos Estados Unidos.

Com isso, “ME!” se torna a quarta música da Taylor Swift com 400 milhões de streams. As outras são “I Don’t Wanna Live Forever”, com Zayn, “Shake It Off” e “Look What You Made Me Do”.

Levando em consideração que Taylor passou um bom tempo sem disponibilizar seu catálogo nas plataformas de streaming, esses números poderiam ser ainda maiores. Na época, a cantora não concordava com a remuneração que os artistas ganhavam e, com o tempo, ela própria conseguiu mudanças nesse sentido e liberou suas músicas.

Continue Reading

Kanye West

Kim Kardashian comenta sobre ligação vazada entre Kanye West e Taylor Swift e é desmentida pela publicista da cantora

O assunto, que estourou em 2016, voltou à tona nos últimos dias.

Published

on

Em 2016, o mundo viu explodir uma verdadeira polêmica entre Kanye West, sua esposa Kim Kardashian e Taylor Swift. Polêmica essa que abalou de vez a amizade que Kanye tinha com Taylor, mesmo depois do famigerado episódio no VMA 2009.

Agora, para voltar a esquentar essa polêmica, o áudio da ligação entre Kanye e Taylor, onde Kanye West pedia autorização à cantora para usar de seu nome em uma controversa música, “Famous” (que o rapper chama a cantora de “vadia”), começou a circular na internet na íntegra e tudo voltou a ser comentado.

Depois de alguns dias e de Taylor Swift comentar sobre o assunto, a esposa de Kanye West, Kim Kardashian, resolveu finalmente comentar novamente sobre o acontecimento de 2016, que gerou o famoso tweet de cobra da celebridade, atribuído a Taylor.

“Taylor Swift resolveu reacender uma velha troca – que neste ponto no tempo parece bem egoísta, tendo em vista o que estão enfrentando as milhões de vítimas reais agora”, começou Kim.

“Eu não tinha sentido a necessidade de comentar dias atrás, e eu estou na verdade bem envergonhada e mortificada de estar fazendo isso agora, mas porque ela continua falando sobre isso, sinto que fico sem escolhas além de responder porque ela está mentindo.

“Para deixar claro, o único problema que eu tive nessa situação foi que Taylor mentiu através de seu publicista que afirmou que ‘Kanye nunca ligou para pedir permissão…’ Eles claramente se falaram então eu deixo vocês todos verem isso. Ninguém nunca negou que a palavra ‘vadia’ foi usada a permissão dela.

“Naquele momento que eles se falaram, a música ainda não tinha sido totalmente escrita, mas como todo mundo pode ver no vídeo, ela manipulou a verdade da verdadeira conversa deles em seu comunicado quando seu time disse que ela ‘negou e o alertou sobre lançar uma música com tamanha mensagem misógina’. A mentira nunca foi sobre a palavra ‘vadia’, era sobre se houve ou não uma ligação e o tom da conversa.

“Eu nunca editei a filmagem (outra mentira) – eu apenas publiquei alguns trechos no Snapchat para validar meu argumento e o vídeo completo que vazou recentemente não muda a narrativa.

“Para adicionar, Kanye como um artista tem todo o direito de documentar sua jornada e processo musical, da mesma forma que ela fez recentemente através de seu documentário.

“Kanye documentou o ‘making of’ de todos os seus álbuns para seu arquivo pessoal, entretanto nunca lançou nada disso para o consumo do público e a ligação entre eles dois teria se mantido privado ou teria ido para o lixo se ela não tivesse mentido e me forçado a defendê-lo.

“Essa será a última vez que falo sobre isso porque honestamente, ninguém liga. Desculpe entediar vocês com isso. Eu sei que vocês estão lidando com assuntos mais importantes e sérios”, completou Kim Kardashian.

Depois disso tudo, foi a vez da publicista de Taylor Swift, Tree Paine, retomar a discussão e desmentir Kim Kardashian, republicando seu comunicado oficial sobre o assunto, originalmente publicado em 2016.

“Eu sou a publicista da Taylor e esse é meu comunicado original sem edição. Falando nisso, quando você tira trechos, isso é edição”, afirmou Tree Paine.

O comunicado original:

“Kanye não ligou para pedir aprovação, mas para pedir para Taylor lançar o single ‘Famous’ em sua conta no Twitter. Ela negou e o alertou sobre lançar uma música com uma mensagem misógina tão forte. Taylor nunca ficou sabendo da letra de verdade, ‘I made that bitch famous’.”

Continue Reading

Taylor Swift

Taylor Swift fala pela primeira vez após vazamento de ligação completa com Kanye West: “eu estava dizendo a verdade o tempo todo”

Entenda.

Published

on

Neste último final de semana repercutiu o vazamento do vídeo completo onde Kanye West liga para Taylor Swift para falar sobre a música “Famous”. Foi nessa música que ele cantou: “Eu sinto que eu e a Taylor ainda vamos transar / Por quê? Eu fiz aquela vadia famosa (caramba)”. Na época, um trecho dessa gravação foi editada e divulgada por Kim Kardashian para parecer que Taylor tinha concordado com tudo. Vendo o vídeo na íntegra, dá pra perceber que essa não foi a verdade.

Desde então, Taylor tem se mantido calada sobre o assunto, mas quebrou o silêncio nesta quinta-feira (23) em um comunicado sucinto no Instagram. Para a cantora, isso não é o que realmente importa no momento.

Leia:

“Ao invés de responder aqueles que estão questionando sobre como eu me sinto sobre o vazamento do vídeo, provando que eu estava dizendo a verdade o tempo todo sobre *aquela ligação* (você sabe, aquela que foi ilegalmente gravada, que alguém editou e manipulou para que coloque no inferno a mim, minha família e a meus fãs por 4 anos). Veja o que realmente importa… A Organização Mundial da Saúde e a Feeding America são algumas das organizações que eu tenho doado. Se você tem a capacidade de doar, por favor se junte a mim e doe durante a crise”, escreveu.

Pelo que aprece, Taylor Swift realmente deixou a polêmica no passado e está mas preocupada com a Pandemia do Coronavírus, que está deixando muitas pessoas doentes e desalentadas. Ela não deixou de ressaltar que realmente estava certa sobre tudo, mas no final das contas, mostrou que é uma página virada.

Todo o álbum “Reputation”, com uma abordagem mais vingativa, foi feito em cima dessa ocasião. Na época, ela foi muito atacada, sendo chamada de cobra. Ela sofreu com isso e até passou um tempo reclusa, mas conseguiu dar a volta por cima. Isso ficou bem claro no recente documentário Miss Americana, lançado pelo Netflix contando a vida da Taylor.

Continue Reading

Siga a Playlist