in ,

Taylor Swift pede que autoridades do Tennessee removam estátuas em homenagem a pessoas com histórico racista

Taylor Swift anda muita ativa defendendo o movimento Black Lives Matter, que luta pelos direitos negros. Sua atitude mais recente foi demandar, categoricamente, que autoridades do Tennessee remova estátuas em homenagem a pessoas com histórico racista.

Mais especificamente, são duas estátuas que ela quer retirar. Uma representa Edward Carmack, “editor de jornal supremacista branco”, como ela própria descreve. Veja abaixo:

Estátua que representa racista
Foto: Kenneth C. Zirkel / Wikipedia

A outra estátua é de Nathan Bedford Forest, general confederado que se tornou Ku Klux Klan – organização terrorista que surgiu nos Estados Unidos conhecida por utilizar uma roupa macabra e por promover atos de violência contra negros, judeus, católicos etc. (história do mundo)

Estátua pode ser retirada após pedido de Taylor Swift
Foto: Thomas R Machnitzki / Wikipedia

Em publicação, Taylor Swift avisou aos seguidores que ela está pedindo às autoridades da Comissão da Capital e da Comissão Histórica do Tennessee que “considerem as implicações de como seria doloroso continuar lutando por esses monumentos”. A estrela do pop admite que ela fica “doente” ao ver estátuas honrando “figuras que fizeram coisas más”.

O que ela escreveu

Para Taylor, retirar as estátuas são atos simbólicos e não resolve os problemas da comunidade negra, mas é um passo. “Isso pode nos levar um pequeno passo mais perto de fazer com que TODOS os tenesseanos e visitantes de nosso estado se sintam seguros – não apenas os brancos”.

Taylor escreveu: “Precisamos mudar retroativamente o status das pessoas que perpetuaram os padrões hediondos de racismo de ‘heróis’ para ‘vilões’. E os vilões não merecem estátuas”.

Ela continua: “Quando você luta para honrar os racistas, mostra às pessoas do Tennessee negras e todos os seus aliados onde estão e continua esse ciclo de mágoa. Você não pode mudar a história, mas pode mudar isso”.

Taylor Swift vs. Donald Trump

A diva pop americana confrontou o presidente dos Estados Unidos Donald Trump no final de maio, depois que ele fez tweets de apologia à violência. Trump escreveu “quando os saques começarem, o tiroteio começará”. O tweet até foi ocultado pelo Twitter, por violar as regras do microblog quanto a enaltecimento à violência.

O assunto está bombando nos Estados Unidos, e Taylor Swift fez questão de se posicionar. “Depois de alimentar o fogo da supremacia branca e do racismo em toda sua presidência, você tem coragem de fingir superioridade moral antes de ameaçar violência? ‘Quando os saques começarem, o tiroteio começará’??? Vamos votar e te tirar em novembro, Donald Trump”, twittou a cantora.

Escrito por Caian Nunes

Após apelo, fãs criam petição pra que Tiago Iorc deixe ANAVITÓRIA regravar “Trevo”

Tiago Iorc alega sabotagem e prejuízo ao não liberar música para ANAVITÓRIA