Evermore
Foto: Republic Records
in ,

Taylor Swift é processada por parque temático acusada de violar marca “evermore”

Entenda.

Taylor Swift está enfrentando problemas na justiça por conta de seu álbum “evermore”, lançado em dezembro. De acordo com informações do TMZ, um parque temático com o mesmo nome que fica no estado de Utah alega que ela violou direitos de marca registrada e não podia vencer produtos com esse nome.

Taylor Swift novo álbum
Foto: Beth Garrabrant

Os documentos afirmam que o parque Evermore afirma que gastou muitos milhões de dólares na construção do local, incluindo a marca e a venda de seus próprios produtos desde que o parque foi concebido em 2014 e na inauguração em 2018.

Portanto, os proprietários do parque alegam que são donos da marca “evermore” para várias finalidades incluindo roupas e outras mercadorias que vendem. Eles afirmam que as vendas caíram muito assim que Taylor Swift lançou o álbum esse título.

O parque temático revive um mundo de fantasia, imitando um vilarejo medieval, com personagens e construções típicas. Veja imagens:

 

Ver essa foto no Instagram

 

Uma publicação compartilhada por Evermore Park (@evermorepark)

Os donos do parque acreditam que a equipe de Taylor Swift já sabia que a marca tina dono, mas continuaram vendendo os produtos. Eles querem seus direitos!

A resposta da equipe de Taylor Swift

A equipe de Taylor respondeu chamando o processo de “frívolo”. A principal alegação é que o CEO do Evermore park deve milhões em taxas de construção. Enquanto isso, o parque Evermore diz que já emitiu uma ordem de cessar e desistir no ano passado, mas voltou atrás e está pedindo milhões em danos. Tenso!

“evermore” dá à Taylor Swift seu oitavo álbum no topo da parada americana

Taylor Swift alcança seu oitavo álbum em 1º lugar na Billboard 200 (o segundo em 2020). “evermore” debutou no topo da lista com 329 mil unidades, de acordo com Nielsen Music/MRC Data, conseguindo a quinta melhor semana de estreia deste ano.

Foto: Beth Garrabrant

“evermore” foi lançado em 11 de dezembro pela Republic Records e, assim como o anterior “folklore”, foi anunciado poucas horas antes. Disponível apenas como um álbum digital (em varejistas como o iTunes, bem como na própria loja oficial de Taylor Swift) e nas plataformas de streaming, a edição em CD só chegou às lojas nesta sexta-feira (18). Portanto, dá pra esperarmos boas vendas na segunda semana do álbum. As edições em cassete e vinil chegarão em 2021.

E com esta estreia em 1º lugar, Taylor Swift se aproxima da recordista Barbra Streisand entre as mulheres (11 álbuns em #1). Madonna está em segundo lugar no ranking feminino (9 álbuns em #1). Entre todos os artistas, os Beatles são os recordistas com 19 álbuns no topo da parada americana. Entre os artistas solo, Jay-Z lidera com 14 álbuns.

Swift é a primeira mulher, e a terceira artista, a conseguir um duplo número 1 na Billboard 200 (“folklore” estreou no topo em agosto e esteve por 8 semanas não-consecutivas na posição mais alta). O grupo BTS também conseguiu o feito com “BE” (em dezembro) e “Map of the Soul: 7” (em março), assim como o rapper YoungBoy Never Broke Again com “Top” (em setembro) e “38 Baby 2” (em maio).

Com “evermore” chegando com 329 mil unidades, Taylor Swift descola a quinta melhor semana de estreia em 2020. Foi superada apenas por BTS (“Map of the Soul: 7”, com 422 mil unidades), The Weeknd (“After Hours”, 444 mil), Juice WRLD (“Legends Never Die”, 497 mil) e por ela mesma com “folklore” e suas 846 mil unidades.

Escrito por Caian Nunes

Vitão é o convidado do game "E Aí, POPline?" desta sexta, (05)!

Vitão é o convidado do game “E Aí, POPline?” desta sexta, (05)!

Hayley Williams novo álbum

Hayley Williams anuncia segundo álbum solo