evermore
Foto: Divulgação
in ,

Taylor Swift contra-ataca parque temático que a processou

Cantora está enfrentando um embate jurídico por conta de seu álbum “evermore”

Taylor Swift não deixou barato para o parque temático que a processou no início deste ano. Ela, que foi acusada de violar os direitos da marca registra “Evermore” em seu mais novo álbum, decidiu contra-atacar com um novo processo na justiça.

Foto: Reprodução Internet

A informação é da Billboard, que teve acesso a informações exclusivas sobre o caso. De acordo com a equipe de Taylor, o parque temático usou suas músicas sem pagar as licenças adequadas.

O novo processo movido pela TAS [Taylor Alison Swift] Rights Management afirma que o Evermore Park intencionalmente usou as músicas da artista por muito tempo antes de processá-la.

Além disso, foi revelado que a BMI, organização de direitos performáticos que protege e arrecada receitas para as obras de artistas, chegou a alertar o parque de que eles estavam infringindo os direitos autorais de Taylor Swift.

Por meio de cartas, a BMI enviou um um projeto de contrato de licença de música, pedindo que o documento fosse assinado e devolvido à localização da BMI em Nashville. Porém, conforme dito pela equipe de Taylor no processo, os funcionários do parque ignoraram as mensagens e continuaram a usar as músicas.

De quebra, também foi revelado que o parque usa músicas de outros artistas sem autorização, como Katy Perry, The Beatles, Britney Spears, Nirvana, Queen e Whitney Houston, entre outros, de acordo com documentos.

Relembre como a polêmica com o parque começou

No começo de fevereiro foi noticiado pelo TMZ que Taylor Swift estava enfrentando problemas na justiça por conta de seu álbum “evermore”, lançado no final de 2020.

De acordo com informações do site norte-americano, um parque temático com o mesmo nome que fica no estado de Utah disse que ela violou direitos de marca registrada e que não podia vender produtos com esse nome.

Os documentos afirmam que o parque Evermore gastou milhões de dólares na construção do local, incluindo a marca e a venda de seus próprios produtos desde que o parque foi concebido em 2014 e na inauguração em 2018.

Portanto, os proprietários do parque afirmam ser os donos da marca “evermore” para várias finalidades, incluindo roupas e outras mercadorias que vendem, e declararam que suas vendas caíram muito assim que Taylor Swift lançou seu álbum.

A resposta da equipe de Taylor Swift

A equipe de Taylor respondeu chamando o processo de “frívolo”. A principal alegação é que o CEO do Evermore park deve milhões em taxas de construção. Enquanto isso, o parque Evermore diz que já emitiu uma ordem de cessar e desistir no ano passado, mas voltou atrás e está pedindo milhões em danos. Tenso!

Curtiu esta matéria? Clique aqui para ler mais conteúdos do Oh My God! by POPline. Tem listas, curiosidades, virais, celebs, k-pop, reality shows e muito mais sobre cultura pop!

Escrito por Carolina Stramasso

Um mês de BBB 21: Veja a popularidade dos brothers nas redes!

BBB 21

BBB 21: Famosa dupla sertaneja convida Sarah para videoclipe