in ,

Taylor Swift acusa antiga gravadora de lançar álbum “ao vivo” sem sua autorização

A guerra entre Taylor Swift e a gravadora Big Machine ganhou um novo capítulo! A cantora revelou nesta quinta (23/4), via Instagram Stories, que o selo de seus rivais Scott Borchetta e Scooter Braun vai lançar um álbum dela sem autorização da própria. Trata-se de um disco com versões ao vivo. Taylor ironizou que Scooter deve estar passando por problemas financeiros.

Confira o story da cantora:

“Oi galera. Eu quero agradecer aos meus fãs por me avisarem de que minha gravadora antiga está lançando um ‘álbum’ com minhas performances ao vivo hoje à noite. Essa gravação é de show que fiz para uma rádio em 2008, quando eu tinha 18 anos. A Big Machine o listou como lançamento de 2017 mas eles, na verdade, o lançarão hoje à meia-noite.

Eu sempre sou honesta com vocês sobre esse tipo de coisa, e queria dizer que esse lançamento não é aprovado por mim. Parece que Scooter Braun e seus contadores, 23 Capital, Alex Soros e a família Soros, e The Carlyle Group viram o último balanço financeiro e se deram conta que pagar US$ 330 milhões por minhas músicas não foi exatamente uma escolha sábia e eles precisam de dinheiro (emoji chorando de rir).

Na minha opinião… Só mais um caso de ganância descarada no momento do coronavírus. De mau gosto, mas muito transparente”.

Scooter Braun comprou a Big Machine Records em 2019 e, com isso, se tornou o proprietário das “masters”, gravações originais, da Taylor Swift. A cantora ficou revoltada na época, porque ela mesma tentou adquirir as masters antes de se desligar da gravadora, e nunca lhe foi dado esse direito. Hoje em dia, Taylor Swift trabalha com a Republic Records.

Escrito por Leonardo Torres

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Illy lança álbum com canções de Elis Regina e traz participações de Silva e Baco Exu do Blues

AO VIVO: Maiara e Maraísa levam os fãs novamente para dentro de casa em live sertaneja