Foto: Camila Tuon
in

Tássia Reis lança clipe de “Shonda D+” com Urias e Preta Ary

Música foi produzida por EVEHIVE e o clipe dirigido pela dupla CeGê

Tássia Reis está de volta com “cabelos, jóias, tênis e alguns outros bens”. A rapper convidou Urias e Preta Ary para o epopeico clipe de “Shonda D+“, seu novo single. O nome da música é uma referência aos roteiros de Shonda Rhimes, criadora de séries de sucesso como Grey’s Anatomy e How To Get Away With Murder. Produzida por EVEHIVE, a música apresenta uma sonoridade influenciada pelo vogue beat e o drill.

Entrando em uma nova era, mais conectada com a cultura pop, Tássia revela que escreveu os seus versos em um momento de raiva, após um boicote. “Eu personifiquei a ideia. Comecei a pensar em como eu preciso me valorizar. Ainda que o mundo não faça, ou não saiba como, eu preciso saber o meu valor. No final das contas é isso, né? Estamos prontas para vencer, mesmo com tantas adversidades. Fazemos o nosso corre e achei importante sentirmos essa energia capaz de nos reerguer e nos reafirmar nesse momento que não tem sido fácil”, destaca a artista.

Credito: Camila Tuon

Para Urias, a música é uma oportunidade de enaltecer as mulheres pretas. “Dei o meu máximo no meu verso e, particularmente, foi um dos meus favoritos que já escrevi. É sempre muito bom destacar e celebrar a prosperidade de mulheres pretas”, disse a cantora – que lançou a primeira parte do álbum “Fúria” em maio deste ano. “Venho rimando sobre subestimarem a minha capacidade, sobre não conseguirem lidar com meu talento e me colocarem num lugar onde eu me recuso a ficar”, acrescentou Preta Ary.

A produtora Evehive explica que a música tem o clima perfeito para as pistas e é influenciada pela cena ballroom vogue. “É o que apimenta o beat de drill adaptado para uma vibe meio Jersey Club”, descreve.

 A representação audiovisual do novo single partiu de uma ideia da Tássia. As diretoras Camila Tuon e Gabiru dinamizaram os questionamentos recorrentes feitos às mulheres que conseguiram construir um patrimônio e concretizar objetivos. A narrativa girlboss é explorada através da empresa fictícia “Shonda.co” e o vídeo teve como cenário uma loja de cabelos do Brás, em São Paulo, o que amplifica a linguagem fashionista. O clipe ainda conta com uma coreografia especial assinada por Zaila, que acrescentou passos de voguing femme ao repertório do lançamento.

“A sociedade vive questionando como as mulheres conseguiram as coisas, além do apagamento histórico das participações das mulheres nos negócios, sobretudo das mulheres negras”, destaca

“Pose”: o “Vogue” para muito além de Madonna + o ballroom brasileiro

 

Escrito por Douglas Françoza

Carlos e Felipe Prazeres: a popularização da música clássica; ouça

Carlos e Felipe Prazeres: a popularização da música clássica; ouça

“Viva La Vida”: Xand Avião anuncia novo álbum de inéditas