Foto: reprodução/@jacksonwang852g7 Instagram
in ,

“Stop Asian Hate”: artistas apoiam campanha; entenda

Artistas e Idols de K-pop se manifestaram contra crimes de ódio envolvendo o povo asiático-americano

Desde o inicio da pandemia, há pouco mais de um ano, a comunidade asiático-americana vem sofrendo ataques racistas e xenofóbicos. De acordo com um relatório divulgado pela Stop AAPI Hate, uma associação sem fins lucrativos, foram quase 3.800 incidentes de ódio relatados nos Estados Unidos durante o período analisado. Os números alarmantes respaldam a campanha “Stop Asian Hate”, que está dominando as redes sociais e conta com a articulação de diversos artistas ao redor do mundo.

O relatório apresentado mostra que o povo asiático-americano enfrentou episódios que vão de cenas de abuso verbal a agressão física em todos os estados do país. O documento indica que 68% dos casos relatados foram de assédio verbal e xingamentos, enquanto mais de 11% foram ataques físicos. Estas notificações, muitas vezes, não foram enquadradas como crimes de ódio.

 

Ver essa foto no Instagram

 

Uma publicação compartilhada por Jasmine (@dietmtndewy)

Dois episódios ilustram o panorama de ódio criado contra asiático-americanos nos Estados Unidos e aconteceram no começo desta semana. Um homem invadiu um estabelecimento de massagem asiática em Atlanta e matou 8 pessoas, sendo 6 delas asiáticas. Em um outro caso, um individuo  desconhecido agrediu uma senhora, que estava parada em uma calçada em São Francisco. A idosa reagiu a agressão e conseguiu se proteger com uma bengala. A polícia da cidade estava investigando um denúncia parecida, contra um idoso, quando foi novamente notificada.

Harper’s Bazaar

Além de dominar os trend tópics do Twitter, artistas como Jackson Wang e Jay B, do grupo de K-pop Got7, Simon e Yesung, do SuperJunior, H.E.R., Zara Larsson e muitos outros publicaram a hashtag #StopAsianHate com algumas informações sobre a campanha.

“Quero dedicar um momento para dizer que meu coração está com a comunidade asiática. Como um asiático, o que está acontecendo é realmente comovente. Ódio e racismo de qualquer tipo não são aceitáveis. Como sempre digo, realmente acredito que ninguém nasce odiando. Aqueles que odiaram devem ter aprendido a odiar. E se alguém pode aprender a odiar, também pode aprender a amar. O mundo precisa de amor agora mais do que nunca. Por favor, use sua voz e eu farei o meu melhor para usar a minha. Vamos nos elevar mutuamente e fazer uma mudança juntos. AME.”, escreveu Jackson Wang em seu Instagram.

 

Ver essa foto no Instagram

 

Uma publicação compartilhada por Jackson Wang 王嘉爾 왕잭슨 (@jacksonwang852g7)

Uma campanha de arrecadação de verba também foi criada para ajudar a comunidade AAPI. Todo o dinheiro será revertido em iniciativas que deem suporte a comunidade e aumentem a segurança do povo asiático-americano.

 

Escrito por Douglas Françoza

Entre contratos e músicas, Projota já está colhendo os frutos pós-BBB 21

Britney Spears está radiante com apoio de fãs e cogita se manifestar sobre documentário