Foto: Sean Gallup/Getty Images
in ,

Show com 2 mil pessoas serviu como pesquisa para descobrir como o coronavírus se espalha em grandes eventos

Será que o mundo já está pronto para retomar as atividades culturais em público? O quão perigoso pode ser para uma pessoa que entre em aglomerações? Pesquisadores da Faculdade de Medicina de Halle organizaram no sábado passado (22/8) um show com cerca de 2 mil pessoas na cidade alemã de Leipzig. A proposta era analisar como o coronavírus se espalha em grandes eventos.

Foto: Sean Gallup/Getty Images

A reportagem da revista Veja relata que, além desta análise, os pesquisadores querem descobrir qual distanciamento impor para que a disseminação seja controlada.

Foram selecionados voluntários jovens, não pertencentes a grupos de riscos, e que foram testados 48 horas antes do início do experimento. Antes do show feito pelo roqueiro alemão Tim Bendzko, receberam álcool em gel fluorescente que ajudaria a mapear as áreas mais tocadas. Também usaram rastreadores eletrônicos para monitorar os contatos físicos.

O resultado desses testes deverá sair em outubro. E todas as informações serão reunidas e aplicadas na reabertura de casas de espetáculo alemãs. Fruto de medidas governamentais sérias, como a realização de testes em massa para detecção rápida da Covid-19 nos alemãs.

Escrito por Daiv Santos

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Aquecimento VMA 2020: The Weeknd tenta a primeira vitória após histórico de 19 indicações

Aquecimento VMA 2020: Com 3 de seus clipes, Billie Eilish concorre em 6 categorias