banner com link para rádio globo
Sergio Vega no Rock In Rio 2015. Foto: Raphael Dias/Getty Images - Uso autorizado POPline
in

Sergio Vega, baixista do Deftones, confirma sua saída da banda

Em anúncio oficial, ele disse que os colegas de banda “mudaram sua vida”.

Baixa no line-up do Deftones. Através de um vídeo publicado em seu perfil pessoal nas redes socias, o baixista Sergio Vega confirmou nesta quarta-feira (9) que já não faz parte da banda. Os rumores sobre a partida de Vega do grupo ganharam força após a inserção de uma foto do Deftones sem ele no perfil oficial dos caras no Spotify.

Deftones em 2020. Foto: Tamar Levine.

Leia Mais:

Sergio Vega, que estava no Deftones desde a partida do antigo baixista, Chi Cheng, em 2009, usou seu perfil no Instagram para esclarecer os rumores e confirmar a sua atual situação em relação à banda. Em um vídeo de quase 3 minutos de duração, ele preferiu ler uma declaração que escreveu previamente.

Segundo o baxista, a situação entre ele e os demais membros do grupo azedou após ele nunca ter sido contratado como membro oficial do Deftones. “Eu não queria ter que fazer um vídeo sobre isso, mas depois da recente foto da banda postada no perfil do Deftones no Spotify, sinto a necessidade de esclarecer as coisas. Eu não sou muito bom nisso. Então eu escrevi uma declaração e vou ler para vocês agora,” disse Vega no início da gravação.

Sergio Vega e Chino Moreno no Rock In Rio 2015. Foto: Raphael Dias/Getty Images – Uso autorizado POPline

Ele continuou:

“Vou contar uma breve história sobre mim e minha amizade com o Deftones. Nós nos conhecemos em 1995. Eu substituí Chi – descanse em paz – em 1999 e fui convidado a trabalhar com a banda após seu trágico acidente em 2009. Por causa do amor que eles têm por Quicksand, me pediram para trazer a mesma abordagem do compositor e arranjador para eles também. Também me disseram que, da mesma forma que aconteceu com Frank [Delgado, tecladista do Deftones], eu seria contratado ao longo do tempo para me tornar um membro oficial. Eu trabalhei com a banda por 12 anos e, no início de cada ciclo de álbum, eu perguntava sobre me tornar um membro oficial, mas o contrato seria melhorado.”

>> Chino Moreno reage às teorias do guitarrista do Deftones sobre Terra plana e vacinas

Sergio Vega ainda confirmou que a situação da pandemia do COVID-19 também teve um papel fundamental em sua decisão de deixar a banda:

“O COVID foi um ponto de ruptura para muitas pessoas. E comecei a questionar meu lugar na banda e o futuro que eu queria para minha carreira. Eu realmente comecei a precisar de algo estável, porque naquele momento meu contrato com eles foi cancelado. (…) Mas não podia voltar ao meu antigo contrato. Nossos empresários conversaram para discutir um novo contrato e me ofereceram o mesmo acordo. Naquele momento, ficou claro que não havia oportunidade de crescimento para mim. Então recusei a oferta. E então eu chamei os caras imediatamente para ver onde estava a falha de comunicação para resolver isso. Mas não houve resposta.”

Vega também disse que dias depois desta conversa, ele recebeu um email do advogado da banda informando que a oferta deles seria a sua partida e que desejavam o melhor para ele. O músico também contou que deixou o Deftones no início do ano passado e desde então está totalmente focado na sua banda Quicksand e outros trabalhos como produtor e compositor para outros artistas.

Assista ao vídeo completo:

 

Ver essa foto no Instagram

 

Uma publicação compartilhada por Sergio Vega 🌌 (@smurffedout)

Escrito por Mari Pacheco

Criador de "Bridgerton" fará série baseada no livro "Os Dois Morrem No Final"

Criador de “Bridgerton” fará série baseada no livro “Os Dois Morrem No Final”

Obi-Wan Kenobi estará "quebrado, sem fé e espancado" na série do Disney+

Obi-Wan Kenobi estará “quebrado, sem fé e espancado” na série do Disney+