Sandy indica seus três livros favoritos
(Foto: Divulgação)
in ,

Sandy indica seus três livros favoritos

Sandy cita títulos de Clarice Lispector e Valter Hugo Mãe.

Nem todo mundo sabe, mas Sandy é formada em Letras. Como boa leitora, ela tem seus livros favoritos. Com exclusividade ao POPline, ela revelou três de seus prediletos. Confira!

Sandy vira apresentadora da HBO e confirma "Sandy + Chef"
(Foto: Divulgação)

Leia mais:

1. Todas as Cartas, de Clarice Lispector

O livro reúne correspondências escritas por Clarice Lispector ao longo de sua vida. A seleção de cartas, das quais cerca de meia centena é inédita para o público, configura um acervo fundamental para compreender a trajetória literária da escritora. Ponto alto de Todas as cartas, o conjunto de correspondências inéditas endereçadas aos amigos escritores tem entre os destinatários João Cabral de Melo Neto, Rubem Braga, Lêdo Ivo, Otto Lara Resende, Paulo Mendes Campos, Nélida Piñon, Lygia Fagundes Telles, Natércia Freire e Mário de Andrade.

“Já falei dele antes, mas vou repetir porque é verdade. É a correspondência da Clarice Lispector, que foi lançada no ano passado em comemoração ao centenário dela. É uma leitura imprescindível. E é prazerosa”, diz Sandy.

Sandy indica seus três livros favoritos
(Foto: Divulgação)

2. Uma Aprendizagem ou o Livro dos Prazeres, de Clarice Lispector

“O coração tem que se apresentar diante do Nada sozinho e sozinho bater em silêncio de uma taquicardia nas trevas.” A experiência da protagonista desta aprendizagem mostra afinidades tanto com as provações da bela Psiquê, do mito grego, quanto com a mística aventura da alma, ao atravessar a noite escura no Cântico Espiritual de São João da Cruz. Como um quadro cujas linhas mestras o recortassem do grande mistério que tudo contém, este livro, que “se pediu uma liberdade maior”, é a narrativa de uma iniciação e um extraordinário hino ao amor. Lóri, a mulher, faz uma longa viagem ao mais profundo de si mesma e chega à consciência total de ser. Diz: eu é; o homem, Ulisses, um professor de filosofia, que possui fórmulas para explicar o mundo, transforma-se em algo mais simples, um simples homem. Ambos serão iniciados: Ulisses fecha os ouvidos para as outras sereias porque só está disponível para Lóri, cujo verdadeiro nome é Loreley, como a personagem de Heine e de Apollinaire, uma ondina ou sereia que costumava atrair para os rochedos os barqueiros do Reno. Na verdade, cada um vai encontrar-se consigo mesmo em face do outro.

“Vou falar outro livro da Clarice, que se não é meu preferido, é um dos meus preferidos dos que ela escreveu. É um dos mais lindos… e densos. Não é uma leitura super fluída, é uma leitura que te absorve e que você tem que botar uma atenção nela”, indica Sandy.

Sandy indica seus três livros favoritos
(Foto: Divulgação)

3. O Filho de Mil Homens, do Valter Hugo Mãe

Aos quarenta anos, o pescador decide buscar o que lhe falta. Vai encontrar no jovem Camilo, órfão de uma anã, a chance de preencher a metade vazia, e em Isaura, enjeitada por não ser virgem, a possibilidade de ser mais do que completo. Com personagens tão excêntricos quanto humanos, que carregam suas tragédias com lirismo e ingenuidade, o festejado Valter Hugo Mãe povoa o vilarejo litorâneo onde a vida é levada com singela tristeza e a esperança do amor faz surgir uma alegria pequena, mas firme, porque construída com o possível.

“Foi um livro maravilhoso que eu li. É uma leitura maravilhosa. É uma prosa poética, assim como a Clarice também é poética né. Você está entendendo que eu gosto de uma coisa meio poética. Ele realmente é um autor incrível, atual, contemporâneo nosso. Maravilhoso”, diz a cantora.

Sandy indica seus três livros favoritos
(Foto: Divulgação)

Escrito por Leonardo Torres

Liam Payne está no Brasil! Cantor faz apresentação em festa privada em Goiânia

Saiba quem contratou Liam Payne para show particular no Brasil