in

Sam Smith fala sobre fim de namoro com o ator Brandon Flynn e como a terapia o ajuda: “ainda é muito recente”

Sam Smith deu recentemente uma entrevista bem sincera ao jornal britânico Sunday Times. Um dos assuntos abordados foi o término do namoro com Brandon Flynn, ator da série 13 Reasons Why. Na época, eles alegaram incompatibilidade de agendas.

O jornal afirma que o cantor está se sentindo frágil e costuma ir a bares para tentar desestressar. “Nós estávamos apenas gritando pedidos de Beyoncé para DJ e dançando a noite toda”, diz ele. “Eu amo sair. E eu amo meus bares gays. Mas eu não sou tão selvagem assim. Não é bom que eu force tanto minha voz. Além disso, grandes festas me dão ansiedade”, confessa.

Sobre o término namoro, ele tentou ser discreto. “Brandon foi maravilhoso”, diz Smith. “Eu ainda estou tentando descobrir o que eu tirei desse relacionamento e o que significou para mim. Ainda é muito recente. Todos os meus relacionamentos terminaram de uma maneira agradável, nunca desagradável”. Embora queira que isso se mantenha particular, ele reconhece que “ver relacionamentos gays [de uma maneira pública] é importante e refrescante. Você não costuma ver isso”, afirmou.

Para superar tal ansiedade, ele faz terapia. O cantor admite que luta contra insegurança, sempre achando que não é bom o suficiente. Escrever músicas sempre foi uma saída para seus menos, mas há cinco meses ele começou uma terapia. “Eu acho incrível”, diz ele. “Eu nunca quero reclamar sobre a fama, é um privilégio, mas eu tenho que fingir que sei o que estou fazendo quando na verdade não estou. É de enlouquecer. Meu maior medo na vida é que nunca ficarei satisfeito e a terapia ajuda com isso”, completa.

Escrito por Caian Nunes

Apesar de ter Maroon 5 como artista principal, Super Bowl negocia para Cardi B ter seu próprio espaço e setlist

Jennifer Lopez quebra um dos recordes de Britney Spears com sua residência em Las Vegas