in ,

Rolling Stone elege os 100 melhores álbuns de estreia; veja a lista!

Lista inclui trabalhos de Madonna, Lady Gaga, Cardi B, Olivia Rodrigo, Billie Eilish, Taylor Swift e outros nomes do pop

Olivia Rodrigo, Lady Gaga, Madonna, Cardi B, Taylor Swift e Billie Eilish são alguns dos atos pop que figuram entre os 100 melhores álbuns de estreia, segundo a Rolling Stone (Fotos: Divulgação)

Do que é feito um debut icônico? Primeiro, a sensação de uma banda ou artista chegando totalmente formado, pronto para revolucionar a indústria. Segundo, a certeza de que aquele trabalho serviu de inspiração para outros artistas. Após nove anos, a Rolling Stone atualizou seu ranking e divulgou nesta semana aqueles que podem ser descritos como os 100 melhores álbuns de estreia.

Fotos: Divulgação

LEIA MAIS:

Dito isto, é importante frisar que EPs e mixtapes não foram considerados, bem como estreias solo de artistas que já estavam em bandas conhecidas.

É por isso que você não verá Dangerously in Love, da Beyoncé, por exemplo. E você também não encontrará Jagged Little Pill, da Alanis Morissette. Apesar deste ter sido o trabalho que a apresentou ao mundo, a artista já tinha outros trabalhos (totalmente esquecíveis) no Canadá.

A lista da Rolling Stone não tem a ver com número de álbuns vendidos (que fique claro), mas sim priorizar os artistas que acertaram em cheio logo na estreia e deixaram sua marca. E entre os mais variados estilos musicais, é claro que o pop teve seu espaço. Vamos aos destaques:

100. Lorde, ‘Pure Heroine’ (2013)

Saindo da Nova Zelândia com apenas 16 anos, Ella Yelich-O’Connor acertou na intensidade pensativa e lançou versos memoráveis como “Talvez a Internet nos tenha criado/Ou talvez as pessoas sejam idiotas” e “Estamos tão felizes mesmo quando estamos sorrindo de medo”. Lorde soltou em sua estreia faixas temperamentais que ressaltavam seu senso convincente de ambivalência sobre o mundo pop chamativo que ela estava prestes a conhecer. “Royals”, um dos melhores singles da década de 2010, transformou seu pequeno pedaço de deserto adolescente no centro do universo.

99. Big Star, ‘#1 Record’ (1972)
98. Devo, ‘Q: Are We Not Men? We Are Devo!’ (1978)
97. Arctic Monkeys, ‘Whatever People Say I Am, That’s What I’m Not’ (2006)
96. Nirvana, ‘Bleach’ (1989)

95. Lady Gaga, ‘The Fame’ (2008)

O título soou como uma ilusão quando o álbum de Stefani Germanotta chegou em agosto de 2008 e não conquistou, de cara, os programadores de rádio e compradores de discos. Ainda levaria alguns meses até Lady Gaga ser, de fato, a estrela pop número 1 do mundo. Impulsionado pela poderosa sonoridade eurodisco – o som dominante das paradas naquele momento -, The Fame apresentou ao mundo uma provocante artista que tratava o mundo como seu tapete vermelho. Aqueles paparazzis – sobre os quais ela cantou – não eram apenas metafóricos.

94. Arcade Fire, ‘Funeral’ (2004)
93. Disclosure, ‘Settle’ (2013)
92. Yazoo, ‘Upstairs at Eric’s’ (1982)
91. The Libertines, ‘Up the Bracket’ (2002)
90. Drake, ‘Thank Me Later’ (2010)

89. Whitney Houston, ‘Whitney Houston’ (1985)

Aos 21 anos, Whitney Houston já era uma grande cantora pop com a voz de uma grande cantora de soul. Ela poderia fazer r&b, electro-pop e até mesmo baladões como “Greatest Love Of All”. E ela cantou tudo isso como se significassem a mesma coisa (mas que para ela significavam). Whitney tinha triunfos maiores pela frente – ela atingiria seus picos criativos como uma mulher adulta. Mas o poder de fogo vocal de sua estreia mudou a forma como as vozes pop emocionariam o público nos próximos 15 anos.

88. Violent Femmes, ‘Violent Femmes’ (1983)

87. Cyndi Lauper, ‘She’s So Unusual’ (1983)

A primeira banda de Cyndi Lauper havia se separado, ela havia pedido falência e estava cantando em um restaurante japonês. Como uma Betty Boop punk, seu álbum de estreia de pop dançante exuberante e afiado tornou-se o primeiro de uma artista feminina a conquistar quatro hits no Top 5, incluindo “Girls Just Want to Have Fun” e “Time After Time”.

86. The Killers, ‘Hot Fuss’ (2004)
85. Roxy Music, ‘Roxy Music’ (1972)
84. Nine Inch Nails, ‘Pretty Hate Machine’ (1989)
83. Metallica, ‘Kill ‘Em All’ (1983)
82. Weezer, ‘Weezer’ (1994)
81. New York Dolls, ‘New York Dolls’ (1973)
80. Kacey Musgraves, ‘Same Trailer Different Park’ (2013)
79. The Smiths, ‘The Smiths’ (1984)
78. Lil Kim, ‘Hard Core’ (1996)
77. M.I.A., ‘Arular’ (2005)
76. John Prine, ‘John Prine’ (1971)
75. X, ‘Los Angeles’ (1980)
74. The Modern Lovers, ‘The Modern Lovers’ (1976)
73. Pink Floyd, ‘The Piper at the Gates of Dawn’ (1967)
72. LCD Soundsystem, ‘LCD Soundsystem’ (2005)
71. Pearl Jam, ‘Ten’ (1991)
70. The Jesus and Mary Chain, ‘Psychocandy’ (1985)
69. Black Sabbath, ‘Black Sabbath’ (1970)
68. DJ Shadow, ‘Endtroducing…..’ (1996)
67. Jeff Buckley, ‘Grace’ (1994)
66. Sade, ‘Diamond Life’ (1984)
65. Oasis, ‘Definitely Maybe’ (1994)
64. Elvis Costello, ‘My Aim Is True’ (1977)
63. N.W.A, ‘Straight Outta Compton’ (1988)
62. Wire, ‘Pink Flag’ (1977)
61. Mary J. Blige, ‘What’s the 411?’ (1992)
60. The Go-Go’s, ‘Beauty and the Beat’ (1981)
59. Rage Against the Machine, ‘Rage Against the Machine’ (1992)
58. The Slits, ‘Cut’ (1979)
57. Elvis Presley, ‘Elvis Presley’ (1956)
56. The Stooges, ‘The Stooges’ (1969)
55. Lynyrd Skynyrd, ‘(Pronounced ‘Lĕh-‘nérd ‘Skin-‘nérd)’ (1973)
54. Yeah Yeah Yeahs, ‘Fever to Tell’ (2003)
53. Missy ‘Misdemeanor’ Elliott, ‘Supa Dupa Fly’ (1997)
52. The English Beat, ‘I Just Can’t Stop It’ (1980)
51. Daft Punk, ‘Homework’ (1997)
50. Don Omar, ‘The Last Don’ (2003)
49. Gang of Four, ‘Entertainment!’ (1979)
48. Beastie Boys, ‘Licensed to Ill’ (1986)
47. The Doors, ‘The Doors’ (1967)

46. Alicia Keys, ‘Songs in A Minor’ (2001)

No hit “Fallin’”, Alicia Keys mostrou sua incrível habilidade de criar música que literalmente uniu o piano clássico e cordas a um ambiente descontraído de Nova York. Songs in A Minor foi o trabalho de uma artista ambiciosa que misturava graça e gravidade em uma era pop que ficava cada vez mais digitalizada. Um álbum que soava como um lembrete: o talento ainda importava.

45. Portishead, ‘Dummy’ (1994)
44. Leonard Cohen, ‘Songs of Leonard Cohen’ (1967)
43. The B-52’s, ‘The B-52s’ (1979)
42. De La Soul, ‘3 Feet High And Rising’ (1989)
41. Bad Bunny, ‘X 100pre’ (2018)
40. Van Halen, ‘Van Halen’ (1978)

39. Olivia Rodrigo, ‘Sour’ (2021)

Olivia Rodrigo não estava errada: “é brutal aqui fora“. A rainha adolescente fez de Sour um blockbuster tão recheado de sucessos que ela praticamente fez um álbum de grandes sucessos na primeira tentativa. “Drivers License” faz uma jornada épica ao passar pela casa do seu ex. “Good 4 U” é uma fúria feminista pop-punk. “Deja Vu” mistura guitarras a la The Clash e bateria de Phil Collins em um hit estranho sobre dois adolescentes discutindo sobre quem foi o primeiro a conhecer Billy Joel. E “Brutal” coloca a grande questão “Estou tão cansada dos meus 17 anos/Onde está a porra do meu sonho adolescente?”.

38. Television, ‘Marquee Moon’ (1977)
37. Run-DMC, ‘Run-DMC’ (1984)
36. X-Ray Spex, ‘Germfree Adolescents’ (1978)
35. Jay-Z, ‘Reasonable Doubt’ (1996)
34. Pavement, ‘Slanted and Enchanted’ (1992)
33. D’Angelo, ‘Brown Sugar’ (1995)

32. Taylor Swift, ‘Taylor Swift’ (2006)

Ela tinha apenas 16 anos quando colocou o mundo para chorar com suas canções ao violão. Se Taylor Swift se aposentasse logo após lançar seu álbum de estreia, ela ainda seria lembrada até hoje. Foi um choque severo perceber que a jovem cantora era uma virtuose country adolescente que escreveu tudo sozinha quando ainda estava no ensino médio. Taylor estreou com total domínio de um gênero musical que ela também estava transformando completamente.

31. Nas, ‘Illmatic’ (1994)
30. The Cars, ‘The Cars’ (1978)
29. Kanye West, ‘The College Dropout’ (2004)
28. SZA, ‘Ctrl’ (2017)
27. Led Zeppelin, ‘Led Zeppelin’ (1969)
26. DMX, ‘It’s Dark and Hell Is Hot’ (1998)
25. Fiona Apple, ‘Tidal’ (1996)
24. The Pretenders, ‘Pretenders’ (1980)
23. The Sex Pistols, ‘Never Mind the Bollocks, Here’s the Sex Pistols’ (1977)
22. PJ Harvey, ‘Dry’ (1992)
21. The Beatles, ‘Please Please Me’ (1963)

20. Cardi B, ‘Invasion of Privacy’ (2018)

Uma das maiores explosões pop de 2018, o álbum de estreia de Cardi B alterna hits como “Bodak Yellow”, faixas inspiradas como “Bickenhead”, o hino latino de verão “I Like It” e colaborações de alta potência com Migos, SZA e Kehlani. A rapper, que assume suas origens humildes, surpreende com bravura e carisma. E está sempre pronta para novos desafios.

19. Joy Division, ‘Unknown Pleasures’ (1979)
18. The Strokes, ‘Is This It’ (2001)
17. Steel Pulse, ‘Handsworth Revolution’ (1978)

16. Madonna, ‘Madonna’ (1983)

A própria Madonna já definiu seu debut como “um álbum de aeróbica”. Ainda assim, foi o trabalho que não só introduziu a voz feminina mais importante da história da música moderna, como também envelheceu muito melhor sonoramente do que o sucessor Like A Virgin (1984). Recheado de sucessos como “Lucky Star”, “Borderline” e “Holiday”, o trabalho colocou os grooves eletrônicos do centro de Nova York no Top 10.

15. Erik B. and Rakim, ‘Paid In Full’ (1987)
14. The Band, ‘Music From Big Pink’ (1968)
13. Frank Ocean, ‘Channel Orange’ (2012)
12. Clipse, ‘Lord Willin’’ (2002)
11. R.E.M., ‘Murmur’ (1983)
10. Liz Phair, ‘Exile in Guyville’ (1993)
9. The Clash, ‘The Clash’ (1979)
8. Guns N’ Roses, ‘Appetite for Destruction’ (1987)

7. Billie Eilish, ‘When We All Fall Asleep, Where Do We Go?’ (2019)

Aos 17 anos, Billie Eilish já era uma espécie de anti-ídolo adolescente quando soltou a pérola “Eu tirei meu Invisalign e este é o álbum!”. Sua estreia é uma coleção assombrosa de canções inspiradas em pesadelos e angústia adolescente. Os beats de seu irmão Finneas, criados dentro de um quarto, dobraram o poder de seus vocais sussurrados, criando um som tão estranho e arrepiante que fez a cena pop tremer. E ainda resultou nos principais prêmios Grammy, incluindo Álbum do Ano.

6. The Jimi Hendrix Experience, ‘Are You Experienced’ (1967)
5. Patti Smith, ‘Horses’ (1975)
4. Wu-Tang Clan, ‘Enter the Wu-Tang (36 Chambers)’ (1993)
3. The Velvet Underground, ‘The Velvet Underground and Nico’ (1967)
2. The Notorious B.I.G., ‘Ready to Die’ (1994)
1. Ramones, ‘Ramones’ (1976)

Curtiu esta matéria? Leia mais conteúdos do Oh My God! by POPline. Tem listas, curiosidades, virais, celebs, k-pop, reality shows e muito mais sobre cultura pop!

Escrito por Daiv Santos

Beyoncé prepara uma trilogia de álbuns, segundo a Amazon Itália

Jessi se revolta com ataques racistas após BBB22

Jessi se revolta com ataques nas redes após BBB22: “Não param”