banner com link para rádio globo
Foto: Divulgação/Rock in Rio
in ,

Rock in Rio, Gerdau e Ivete Sangalo anunciam parceria e novidade do Palco Mundo

A estrutura criada para a Cidade do Rock terá um visual mais imponente e ainda mais moderno com quase 200 toneladas de aço

O Rock in Rio anunciou, nesta sexta-feira (6), uma parceria inédita com a Gerdau, considerada a maior empresa brasileira produtora de aço e uma das principais fornecedoras de aços longos nas Américas e de aços especiais no mundo. Em coletiva de imprensa realizada no hotel Prodigy Santos Dumont, no Rio de Janeiro, o festival revelou que a empresa assinará o Palco Mundo. O encontro com a imprensa contou com um pocket show da cantora Ivete Sangalo.

Leia mais:

A cantora que mais vezes subiu ao Palco Mundo na história do Rock in Rio Brasil, foi a porta-voz da parceria inédita na história do festival. A estrutura criada para a Cidade do Rock terá um visual mais imponente e ainda mais moderno com quase 200 toneladas de aço, equivalentes a fabricação de 200 carros, que serão utilizadas na cenografia de um dos maiores ícones do evento. Com estrutura modular e com mais de 100 metros lineares de largura e uma altura proporcional a um edifício de 10 andares, o palco será o maior do festival.

Para que o público não perca nenhum detalhe dos shows, o palco terá 30 metros de altura e 104 metros de largura — a maior estrutura já feita desde a primeira edição, em 1985. Outra novidade é que o palco será constituído por placas de aço com perfurações aparentes, que serão trabalhadas com iluminação cênica.

Palco Mundo | Foto: Divulgação

Além de reunir jornalistas, influenciadores e convidados, Ivete Sangalo esteve ao lado do diretor-presidente (CEO) da Gerdau, Gustavo Werneck, da vice-presidente executiva do festival, Roberta Medina, e do CEO do Rock in Rio, Luis Justo.

A escolha da Gerdau, como o aço oficial do Rock in Rio e fornecedora de aço para o Palco Mundo, levou em conta aspectos de sustentabilidade e inovação. A Gerdau é a maior recicladora de sucata metálica da América Latina, o que torna o aço da empresa um produto com intensidade carbônica menor que a média do setor. Além do aspecto ambiental, o processo de reciclagem inclui milhares de cooperativas e pessoas em sua cadeia de geração de renda. Do ponto de vista de inovação, o aço da Gerdau é um produto versátil, flexível e com características perfeitas para uma construção rápida, ágil, segura e com estética futurista.

A parceria com o festival vai ao encontro da grande transformação que a Gerdau vem passando nos últimos anos, buscando ser parte das soluções aos dilemas e desafios da sociedade.

“Estamos muito orgulhosos de levar o aço da Gerdau ao maior festival de música e entretenimento do planeta. O mesmo aço que gera milhares de empregos, recicla mais de 11 milhões de toneladas de sucata e proporciona soluções de mobilidade e construção dará palco para alguns dos maiores artistas do mundo, levando esperança e alegria para as milhares de pessoas que acompanham o festival. Essa parceria com o Rock in Rio, que vai muito além do aço, unindo tecnologia e conhecimentos, reforça o processo de modernização e inovação pelo qual a Gerdau tem passado”, afirma Gustavo Werneck, CEO da Gerdau.

Preocupação ambiental

O aço é um material 100% reciclável, que pode ser reciclado infinitas vezes sem perder suas propriedades. A reciclagem tem efeitos positivos na mitigação das mudanças climáticas: poupa recursos naturais, reduz o consumo de energia e a emissão de gases de efeito estufa.

“O Rock in Rio, desde 1985, assume um compromisso com a sociedade: o de sermos agentes ativos na construção de um mundo melhor e levarmos isso conosco para qualquer lugar. Entendemos a nossa responsabilidade e o agente mobilizador que somos, por isso, queremos provocar a transformação de mentalidades e de comportamentos em toda a cadeia produtiva, também servindo de exemplo e inspiração para o público”, afirma Roberta Medina, vice-presidente executiva do Rock in Rio.

E completa: “No ano passado, lançamos nossas metas de sustentabilidade a serem cumpridas até 2030. Quando temos conosco uma empresa pioneira de reciclagem em seu mercado e que está alinhada ao nosso compromisso de melhoria contínua, ela contribui para uma concretização ainda mais rápida dos nossos objetivos na construção de um mundo melhor”.

Atualmente, a Gerdau, que tem 73% de sua produção oriunda da reciclagem de sucata metálica, possui uma das menores médias de emissão de gases de efeito estufa, de 0,90 t de CO₂e por tonelada de aço, o que representa aproximadamente a metade da média global de seu setor, de 1,89 t de CO₂e por tonelada de aço, segundo os dados de 2020 divulgados pela World Steel Association (worldsteel). Em 2031, as emissões de carbono da companhia vão diminuir para 0,83 t de CO₂e por tonelada de aço. A empresa também assumiu a ambição de ser carbono neutro em 2050.

 

Escrito por Rafa Ventura

K-Pop: GOT7 abre novos perfis nas redes sociais e atiça comeback

Casamento de Maiara e Fernando ainda não tem data: “Prioridade é o trabalho”