in

Robin Thicke e Pharrell Williams são condenados a pagar US$ 5 milhões por plágio em “Blurred Lines”

Deu ruim! Robin Thicke e Pharell Williams foram condenados a pagar US$ 5 milhões à família de Marvin Gaye por conta do uso não autorizado de um sample de “Got to Give It Up” (de 1977) no single “Blurred Lines”. Em outras palavras, plágio. O processo corria na Justiça desde 2013.

O juis John A. Kronstadt definiu os seguintes valores individuais: US$ 2,8 milhões para Pharrell Williams e Robin Thicke pagarem juntos, US$ 1,7 milhão para Thicke pagar individualmente e US$ 357 mil para Pharrell pagar individualmente. Os valores individuais se devem aos lucros atribuídos à violação de direitos autorais.

Em dado momento do processo, Thicke tentou escapar, jogando a culpa no colo de Pharrell, mas não colou. Thicke disse que estava bêbabo na sessão de gravação e que foi Pharrell quem chegou com a ideia do sample.

“Blurred Lines” foi um estouro. O clipe oficial tem mais de 553 milhões de visualizações. Só nos Estados Unidos, onde a música foi nº1 na Billboard Hot 100, os artistas receberem certificado de diamante – equivalentea 10 milhões de cópias comercializadas.

Escrito por Leonardo Torres

Tulipa Ruiz lança o clipe de “Pedrinho” com atores nus e celebra a liberdade de expressão! Veja fotos

Aos 80 anos Martinho da Vila lança biografia, “Reflexos no Espelho”; veja detalhes!