Foto: Getty Images
in

Rihanna se consagra como empresária e sua marca de lingerie chega a valer mais de R$ 5 bilhões

Há 5 anos sem lançar um novo álbum, Rihanna vem mostrando que sua carreira transcende a música – na qual a diva é consagrada e carrega uma multidão de fãs em todo mundo. Como empresária, a cantora emplacou duas marcas que já estão aclamadas no mercado, a Fenty Beauty, de cosméticos, e a Savage x Fenty, de lingerie, que, segundo a Forbes, está valendo US$ 1 bilhão (cerca de R$ 5,3 bilhões na cotação atual) em ações.

De acordo com a publicação, uma rodada de financiamento da Série B levantou US$ 115 milhões para a expansão futura da empresa no varejo, liderada pela L Catterton, na qual LVMH Moët Hennessy Louis Vuitton – holding francesa de artigos de luxo, tem uma participação.

Savage x Fenty teve um crescimento de receita de mais de 200% no ano passado e “aumentou sua base de membros VIP ativos em mais de 150%”, de acordo com um comunicado da empresa. Antes da última rodada de financiamento, a participação estimada de Rihanna na empresa era de US$ 85 milhões.

“Após a conclusão da rodada de arrecadação de fundos em que L Catterton adquiriu uma participação no Savage X Fenty, a LVMH e Rihanna reafirmaram sua ambição de se concentrar no crescimento e no desenvolvimento de longo prazo do ecossistema Fenty com foco em cosméticos, cuidados com a pele e lingerie”, afirmam em uma declaração conjunta de Rihanna e LVMH.

Além disso, ainda de acordo com a Forbes, a LVMH confirmou na semana passada, que estava colocando a linha de moda Fenty da RiRi “em espera” quase dois anos depois que o maior grupo de luxo do mundo anunciou sua colaboração.

Em tempo…

Rihanna estreou sua linha de lingerie Savage x Fenty em 10 de maio de 2018, com o TechStyle Fashion Group, com sede na Califórnia. Os itens normalmente variam de tamanhos 32A a 42DD e XS a 3X. Jay-Z, Marcy Venture Partners, Avenir Growth Capital, TriplePoint Ventures e Sunley House Capital, também são investidores da marca de lingerie Savage x Fenty.

Além dela, outros artistas da música pop internacional também já se arriscaram no universo das marcas próprias, tal como Lady Gaga, com as maquiagens da Haus Laboratories; Selena Gomes, com a Rare Beauty; Britney Spears e Shakyra com os perfumes que levam seus nomes.

No Brasil, um bom exemplo deste trade é a Lab Fantasma, comandada por Emicida e Fióti, que, além de agenciar artistas e produzir eventos, a empresa possui um caminha importante na moda, com roupas e acessórios que vestem o lifestyle dos amantes de rap e do hip hop. A marca já desfilou no São Paulo Fashion Week, o maior evento de moda do país.

Escrito por Rafa Ventura

Fãs do BTS sobem tags para celebrar aniversário de J-Hope

Participantes de reality show chinês cantam música da Gloria Groove