in ,

Rihanna ganha prêmio do PETA, organização defensora dos animais, mesmo que ela já tenha usado pele verdadeira no passado

Rihanna ganhou um prêmio do PETA, organização não governamental dedicada aos direitos dos animais, por sua nova linha da Fenty com couro sintético. Ela foi nomeada como “Compassion in Fashion Award”, traduzindo: “prêmio da compaixão na moda”.

“Ela provou que a moda vegana pode fazer você brilhar como um diamante”, escreveu a página do PETA. “A PETA está premiando Rihanna  com o prêmio Compassion in Fashion por suas roupas sem couro da coleção Fenty”, continuou.

Na coleção, as peças realmente parece de couro, mas são sintéticos, ou seja, animais não são abatidos para que sejam produzidas. Veja:

 

Ver essa foto no Instagram

 

[email protected]

Uma publicação compartilhada por badgalriri (@badgalriri) em

O que está causando certa polêmica é que Rihanna nem sempre foi adepta ao sintético. Há apenas alguns meses, em novembro de 2019, publicamos que a Fenty colocou a venda casacos “100% pele de cordeiro”, como fez questão de ressaltar. Rihanna também já foi vista usando casacos de pele.

Em 2016, a ONG PETA (People For Ethical Treatment of Animals), justamente a que premiou, emitiu uma carta aberta pedindo que ela parasse de usar roupas assim. Ela havia aparecido com um casaco feito de pele de raposa. Em 2017, a mesma ONG chegou a enviar um casaco de pele sintética para que Rihanna usasse no lugar das peles reais.

Será que ela mudou de filosofia e não usa mais roupa de origem animal?

Escrito por Caian Nunes

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Lary, Negra Li e Ananda se unem a vozes femininas do rap em “Me Deixa Ir”

AO VIVO: Assista a LIVE do Pedro Sampaio, pela primeira vez no YouTube