"Rebelde" fica de fora do pacote mexicano da Globoplay
(Foto: Divulgação)
in ,

“Rebelde” fica fora do pacote mexicano da Globoplay

Serviço de streaming anuncia aquisição de novelas mexicanas – mas não “Rebelde”.

O serviço de streaming Globoplay anunciou, na quinta (10/6), um pacote de produções mexicanas que entrará em seu catálogo. Contrariando a expectativa dos fãs do RBD, a novela “Rebelde”, da Televisa, não fez parte da aquisição.

O pacote inclui “El Bronx”, “Rubi”, “Cair em Tentação”, “Amar a Morte”, “Marimar”, “A Usurpadora”, “Maria do Bairro”, “Betty em Nova York”, “O Fogo da Paixão”, “Império de Mentiras”, “Sem Medo da Verdade”, “Operação Pacífico”. Embora haja notícias sobre negociações com a Televisa para comprar “Rebelde” (com o RBD), a Netflix pode ser um obstáculo.

“Rebelde”, do México, nada mais é do que uma versão de “Rebelde Way” – novela argentina cujos direitos pertencem às produtoras Cris Morena Group, da Argentina, e Dori Media Group, de Israel. Os direitos de adaptação foram vendidos para a Netflix, que estreará um reboot em formato de série em 2022. Duas temporadas já estão confirmadas.

A própria “Rebelde”, do México, constava no catálogo da Netflix até poucos anos atrás. “Rebelde Way” também está disponível na Netflix Argentina desde 2019. Significa dizer que a Netflix está mais próxima dos proprietários dos direitos de “Rebelde” e, por estar desenvolvendo uma nova versão, a empresa pode não querer que a antiga versão esteja disponível em qualquer lugar.

Globoplay negocia direitos de "Rebelde" e shows do RBD, diz site
(Foto: Divulgação)

Para os fãs do RBD, um álbum “ao vivo”

Os fãs do RBD não têm o que choramingar nesta sexta (11/6). Embora “Rebelde” não tenha sido anunciada pela Globoplay, o grupo lançou um álbum novo: é o registro do show apresentado na live “Ser o Parecer”, em dezembro. O material está em todas as plataformas digitais e conta com 16 faixas, incluindo os maiores sucessos do grupo, agora nas vozes apenas de Anahí, Christian Chávez, Christopher von Uckermann e Maite Perroni. “No Pares”, antes um solo da Dulce María, agora é cantada por eles quatro. “Sálvame”, solo da Anahí, também ganhou um coro com os demais.

Escrito por Leonardo Torres

Rafael Portugal chama atenção da web em clipe com Papatinho

Melim Djavan entrevista

Entrevista: Melim homenageia Djavan em “Deixa Vir do Coração”