Digão. Foto: YouTube
in

Raimundos: Digão nega ser apoiador de Bolsonaro e alfineta Lula

Vocalista da banda de rock afirmou que jamais esteve ao lado do atual presidente

O ano eleitoral se aproxima e, com ele, uma enxurrada de criticas e opiniões sobre os governantes do nosso país. Desta vez, Digão, vocalista do Raimundos, falou sobre seu posicionamento político e negou ser apoiador do presidente Jair Bolsonaro, mas ressaltou ser crítico do ex-presidente Lula.

Em entrevista ao podcast “À Deriva”, no YouTube, o músico foi enfático ao dizer que “nunca”, em suas próprias palavras, demonstrou apoio a Bolsonaro e que só ouviu falar no político durante as eleições de 2018, quando o então deputado federal surgiu como favorito para vencer o pleito.

Digão. Foto: Twitter

Nunca apoiei Bolsonaro, velho. Nunca falei: ‘ah, eu sou Bolsonaro’. Meu problema com a esquerda vem muito antes de existir Bolsonaro. Fui saber do Bolsonaro quando estava para ganhar as eleições. Meu problema vem da época do ‘Lula-lá’“, declarou o roqueiro, ressaltando que, mesmo não se considerando apoiador do atual presidente, não é entusiasta da campanha “ele não”.

Em outro momento, Digão afirmou que considera Lula uma “farsa”, que a esquerda quer colocá-lo novamente no poder, e negou que, em sua opinião, o rock seja um estilo musical ligado à esquerda política. Para ele, se for para ser contra o sistema, tem “que cobrar de todo mundo”.

Uma coisa que está fodend* o rock é essa desunião. O rock está enfraquecido por isso”, ponderou ele, que se tornou desafeto do cantor Tico Santa Cruz, vocalista do Detonautas.

Escrito por Leonardo Rocha

Priscilla Alcantara recebe conselhos de IZA, Gloria Groove e Maísa em teaser

Billie EIlish fala sobre vir ao Brasil em nova entrevista