in

Rafa & Fredy: Médicos na linha de frente contra COVID-19 tem carreira musical em paralelo

Já imaginou que dois médicos que estão na linha de frente da luta contra o COVID-19 podem ser duas estrelas do pop? Rafa e Fredy estão nessa caminhada! Os dois amigos de longas datas formam essa dupla que está bombando nas rádios do Rio de Janeiro.

Rafael Peruchi e Rafael Coelho, o Fredy, alternam a vida dentro dos hospitais, com pacientes em CTIs, com madrugadas em estúdio, compondo e arranjando novas músicas. O resultado desse trabalho vem recebendo destaque e um novo single, “Sempre o Silêncio”, chegou às plataformas digitais na última sexta-feira.

Capa do single “Sempre o Silêncio”, da dupla Rafa e Fredy (Foto: Divulgação)

Apesar de ser novidade na web, “Sempre o Silêncio” já estava em execução nas rádios do Rio de Janeiro e catapultou o nome de Rafa e Fredy para o top cinco das músicas mais tocadas no interior do estado. Sobre essa diferença entre o lançamento nas rádios e na web, Rafa explicou:

“Essa música tava programada pra ser lançada no início do ano, só que bem próximo do lançamento veio toda a questão do COVID, então a gente teve que adiar pra agora, agosto. Eu e Fredy fomos chamados para trabalhar em hospital de campanha, então assumimos essa missão, ficamos por lá direto, eu no Maracanã e Fredy na Santa Casa. A gente nem tinha clima pra lançar esse som, então preferimos esperar a poeira baixar.”

Já sobre a inspiração por trás desse single, Fredy confessa que a própria letra da música já entrega de onde ela vem:

“São aquelas relações em que a gente sabe que está com uma pessoa com quem a gente se dá muito bem e tem intimidade, todo um carinho, mas pela convivência, pelo tempo e pelo desgaste acaba gerando muita briga e muito atrito. Coisas muitas vezes superficiais e que os dois sabem que são coisas superficiais, mas o atrito tá lá! Então usamos um pouco dessas experiências que todo mundo tem e abordamos também o fato de que às vezes é melhor deixar o silêncio falar. O amor mútuo dessas relações está no silêncio e quando esse silêncio é quebrado, o atrito está todo evidente de novo.”

Conciliando a medicina e a música

As duas carreiras exigem total atenção e disciplina, mas por enquanto Rafa & Fredy estão conciliando os dois ofícios. Conversamos com eles sobre como ficou a rotina, principalmente durante a pandemia, onde como médicos eles atuam na linha de frente da luta conta o COVID-19.

“É bem desgastante, são duas carreiras que exigem muito da gente, tanto na questão tempo quanto na questão foco e disposição para dar o melhor de nós nas duas áreas. A gente concilia da forma que dá e tem dias que a gente não consegue nem passar em casa! Principalmente quando estamos gravando, saímos do hospital e vamos direto para o estúdio. Essa é a hora que a gente tem e ficamos trabalhando no estúdio a madrugada inteira, ajeitando as músicas, fazendo arranjos, e pela manhã voltamos para o hospital. Enfim, realmente é uma correria danada, mas a gente dá um jeito,” contou Rafa.

Foto: Washington Possato.

Entretanto, abandonar a medicina e embarcar no entretenimento 100% do tempo, por enquanto, não é uma opção, como explicou Rafa:

“Abandonar é um termo muito forte quando falamos em medicina. Acho que a medicina a gente vai carregar pra sempre junto com a gente, porque não tem como deixar de ser médico, ainda que a gente esteja bem focado no lançamento desse último single e na carreira musica. Mas a gente não tem como simplesmente colocar a medicina em stand-by e dizer ‘agora sou só músico’. A gente é médico pra sempre e por mais que a gente esteja com foco na carreira musical, vamos levar a medicina com a gente pra tudo quanto é lugar. A gente é médico e não abre mão disso. Costumamos brincar entre a gente que se alguém no estúdio passar mal, quem vai atender é a gente!”

Trajetória

A parceria musical como uma dupla é recente, mas a presença de um na vida do outro já atravessa quase duas décadas. Rafa e Fredy se conheceram ainda crianças, aos 9 anos de idade, e nunca mais se separaram. Ainda na infância os dois descobriram a paixão pela música.

Foto: Washington Possato.

“Acredito que a música entrou na minha vida muito por influência do meu pai, que foi sempre ligado à música. Quando criança, acabei acompanhando essa paixão dele e agora a música faz parte de todos os momentos do meu dia-a-dia”, conta Rafa.

“A música está na minha vida desde sempre, mas percebi que havia algo diferente quando aprendi a tocar violão sozinho, inicialmente, aos 9 anos de idade”, relembra Fredy.

Aos 18 anos, os amigos se reuniram em uma banda com outros colegas de turma da faculdade. No entanto, o dia-a-dia corrido de um estudante de medicina acabou desencorajando os demais a seguirem a carreira artística. Rafa e Fredy persistiram no sonho e, em 2019, lançaram o single autoral “Sempre Assim”.

O trabalho de estreia começou em grande estilo e contou com a produção musical de Fabricio Matos e com a participação do baixista André Vasconcellos. Matos é vencedor de dois Grammys Latinos por engenharia de som e Vasconcellos é reconhecido como um dos melhores baixistas da sua geração, tendo tocado ao lado de nomes como Djavan.

Escrito por Mari Pacheco

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Qual seria o real impacto do retorno da Anahí à música pop?

12 artistas trans que Marília Mendonça pode convidar para sua próxima live

12 artistas trans que Marília Mendonça pode convidar para sua próxima live