Quem é Trippie Redd? Rapper se consolida nos Estados Unidos
(Foto: Divulgação)
in

Quem é Trippie Redd? Rapper se consolida nos Estados Unidos

Artista está com seu terceiro álbum, depois do sucesso de mixtape nº1 na Billboard 200.

Seu nome é Michael Lamar White IV, mas ele ficou conhecido como Trippie Redd. O rapper norte-americano vem construindo seu nome nos Estados Unidos há cerca de dois anos, quando saiu seu primeiro álbum. Ele tem 11,5 milhões de seguidores no Instagram e coleciona certificados de ouro e platina. Seu álbum mais recente, o terceiro de sua carreira, é “Pegasus”, que chegou ao 2º lugar na Billboard 200.

Como tudo começou?

Trippie Redd nasceu em Ohio em 1999 e foi criado pela mãe, que botava Beyoncé, Ashanti, Tupac e Nas para tocar para ele. Sua carreira começou em 2014, quando ele começou a gravar seus primeiros raps e subir na Internet. Ao terminar o ensino médio, mudou-se para Atlanta e foi apadrinhado pelo rapper Lil Wop.

Quem é Trippie Redd? Rapper se consolida nos Estados Unidos
(Foto: Divulgação)

Sua primeira mixtape foi “A Love Letter To You”, lançada em 2017 e certificada como ouro. Desde o início, Trippie Redd chamou a atenção por misturar hip-hop com elementos de rock e heavy metal. Suas influências vão de Tupac e Jay Z e a Slipknot e Marilyn Manson. A revista Rolling Stone já chamou seu trabalho de “hip-hop emo-heavy” e “um dos sons mais quentes que dominam as paradas pop”.

Seus interesses musicais variados se refletem em sua discografia. Trippie Redd já gravou com 6ix9ine, Travis Scott, Wiz Khalifa, DaBaby, Young Thug e Juice WRLD, assim como com Julia Michaels, Cheat Codes, Alison Wonderland e Chris Brown. Hoje em dia, quem quer um feat. com ele tem que desembolar no mínimo US$ 80 mil.

Ouça “Love Scars”:

As letras dele também são elogiadas. A de “Love Scars”, parte da primeira mixtape, já foi vista 1,2 milhão de vezes no site Genius. “Gosto de fazer música atemporal. Você tem que pensar em um conceito atemporal – amor, ódio, raiva, tristeza. Tudo isso é atemporal. As pessoas posem se apropriar disso”, diz o rapper.

O sucesso da franquia “A Love Letter To You”

“A Love Letter To You” acabou virando uma série. O segundo volume saiu em 2017, o terceiro em 2018 (alcançando o 3º lugar na Billboard 200) e o quarto em 2019 (rendendo ao rapper seu primeiro nº1 nos Estados Unidos). “A Love Letter To You 4” registrou 125,9 milhões de streams somente na primeira semana no país.

“Não faço música apenas por fazer. Não é divertido para mim. Não é um jogo. Eu faço música para sentir as emoções e vibes de outras pessoas.Eu quero entrar no mundo de outras pessoas”, diz o artista.

Tem tocado. Só a série de mixtapes “Love Letter To You” já emplacou nove músicas na Billboard Hot 100. Mas não é só de mixtapes que vive Trippie Redd

(Foto: Divulgação)

Rapper já lançou três álbuns

O primeiro álbum completo de Trippie Redd, intitulado “Life’s a Trip”, saiu em 2018. Alcançou o 4º lugar na parada dos Estados Unidos e ganhou certificado de ouro.

O segundo, lançado no ano seguinte, foi “!”, que já alcançou uma posição mais alta: 3º lugar. O título foi inspirado no “?” do XXXTentacion, com quem ele lançou o hit “Fuck Love” (6x platina nos EUA). O álbum foi classificado como “emo rap” e ajudou a consolidar o nome de Trippie Redd no mercado.

As novidades de 2020

Depois da mixtape “A Love Letter To You 4”, o rapper apareceu em 2020 com o single “Excitement”, junto de PartyNextDoor, “I Got You”, com Busta Rhymes, “Tell Me U Luv Me”, com Juice WRLD, e a recente “Sleepy Hollow”. Essa já é parte do álbum novo, “Pegasus”.

O disco tem 26 faixas, incluindo participações de Chris Brown, Future, Quavo, Sean Kingston, Lil Wayne e Swae Lee, entre outros. É considerado um projeto ambicioso. Ele se tornou nº1 na parada Top R&B/Hip-Hop Albums nos Estados Unidos, com 60 mil unidades equivalentes na primeira semana. Foram mais de 79,22 milhões de streams em sete dias só no país.

Ouça o single do momento:

Escrito por Leonardo Torres

Jojo Todynho fala sobre “De Férias Com o Ex”: “Antro da perdição”

DAY cantará músicas da Pitty no programa “Versões”