Foto: @roncca/Divulgação
in

Quem é Illy, nova voz da Bahia entre o Pop e a MPB nacional?

A cantora já soma mais de 2,4 milhões de views em seu canal do YouTube

Destaque da nova cena, a baiana Illy traz personalidade, sotaque e criatividade para MPB nacional. Com mais de 2,4 milhões de views em seu canal do YouTube, a cantora, desde bem pequena, já entoava seu canto doce nos saraus da família na Ponta do Humaitá, em Salvador. O som de Illy é MPB, é POP, é versátil.

Os mais entendidos faziam questão de profetizar que aquela menina se tornaria uma grande cantora. O tempo passou, ela cresceu e o timbre suave e preciso chama atenção de qualquer ouvinte amante da boa música. Sua discografia traz o elogiado “Voo Longe”, álbum de estreia produzido por pelos consagrados Kassin e Moreno Veloso e o audacioso “Te adorando pelo avesso”, com regravações pop e contemporâneas do repertório de Elis Regina.

É a mistura desses dois álbuns que faz com que a cantora tenha mais quase 200 mil ouvintes mensais no Spotify e tenha conquistado uma legião de fãs por todo o país. Mesmo com sotaque carregado de orgulho da sua baianidade, a maior parte do seus ouvintes na plataforma estão situados em São Paulo, Rio de Janeiro e Belo Horizonte, o que demonstra a sua pluralidade.

Ano passado ela disponibilizou no seu canal do YouTube a websérie “Illy e a MPB de todos os sons” com episódios cantando ao lado de nomes como Caetano Veloso, Fagner, Chico César, Roberta Sá, Teresa Cristina, entre outros.

As produções da cantora foram tão bem-vindas que colocaram Illy na lista do Google Play com vinte nomes de promessas com base em análise feita a partir de buscas, streamings e discussões em redes sociais.

Mas, afinal, quem é Illy? Qual a sua trajetória? O que a fez chegar ao sucesso? A artista é o destaque de hoje do “Quem é”. Lançado em fevereiro, o quadro do POPline.Biz é Mundo da Música chega ao 30º perfil publicado trazendo nomes que estão dando o que falar no mercado como DJ Guuga, Gabriela Rocha, Hotelo, Kant, Zé Vaqueiro, Malu, Diego & Victor Hugo, Krawk, Vitor Fernandes, Rai Saia Rodada, Salvador da Rima, Kawe, Nathan, MC Drika, OUTROU e mais.

Acompanhe os artistas que estão se destacando na indústria musical acessando nosso Instagram, @poplinebizmm

Quem é Illy?

Nascida em Salvador, criada na Baixa do Bonfim, na Cidade Baixa, suas influências estão nas vozes de Gal, Bethânia, Elis, Amy e Lauryn Hill. Estão no mar de Dorival Caymmi, no groove de Djavan e na malemolência do Novos Baianos.

Ela começou a vida profissional ainda adolescente puxando trio pelo interior da Bahia e cantando em trilhas de peças de teatro. Depois viajou pelo país liderando o grupo Samba Dibanda. Fez aulas na Oficina de Canto da UFBA e na Escola Baiana de Canto Popular. Seu primeiro projeto solo foi “Illy canta os cem anos de Caymmi” em 2014.

Radicada no Rio de Janeiro desde 2016, lançou o EP “Enquanto você não chega” produzido por Alexandre Kassin e emplacou “Só eu e você” na trilha da novela “Sol Nascente”, da Tv Globo.

Seu primeiro álbum, “Voo longe” foi lançado em abril de 2018 e colecionou ótimas críticas em veículos de imprensa espalhados por todo o Brasil. No disco, Illy canta diferentes gerações de compositores como Chico César, Arnaldo Antunes, Djavan, J. Velloso, Quito Ribeiro, Jonas Sá, Alberto Continentino, Davi Moraes e Pedro Baby.

No início de 2019, a baiana cantou “Pelos ares” no disco “Nada ficou no lugar” com a nova cena interpretando Adriana Calcanhotto e lançou duas novas versões de “Só eu e você”: Uma em formato acústico, produzida por Moreno Veloso e com direito a um belo solo de ehru (espécie de violino chinês com duas cordas). E a outra intitulada “Só eu e você na pista” um dancehall com participação de Duda Beat e remix de Tomás Tróia, um verdadeiro hit da nova cena.

Outras parcerias importantes da cantora naquele ano foram com Silva, no single “Nós dois aqui”, lançado em fevereiro pelo capixaba, e com Arnaldo Antunes e Baco Exu do Blues na versão “Devagarinho 2.0”.

Ano passado, após o convite do programa “Versões” do canal Multishow, Illy se encorajou a cantar o repertório de sua grande ídola, Elis Regina no disco “Te adorando pelo avesso”, produzido por ela, Gabriel Loddo e Guilherme Lírio e com participações de Silva e Baco Exu do Blues. O lançamento trouxe a dimensão da potência e da personalidade de Illy que vem ganhando público e notoriedade a cada apresentação. Ouça “Te Adorando pelo Avesso”:

Escrito por Rafa Ventura

Eu Viciei

“Eu Viciei”: Lia Clark mostra bastidores de clipe com Pocah

BBB 21

BBB: Fãs aglomeram em hotel para ver Juliette