Vladimir Brichta, Giovanna Antonelli, Mateus Solano e Valentina Herszage, ao lado de Allan Fiterman | Foto: Divulgação/Globo
in

‘Quanto Mais Vida, Melhor!’: Globo usa música como personagem da trama

Em entrevista, o diretor artístico Allan Fiterman, falou sobre o processo de produção musical da novela

Em ‘Quanto Mais Vida, Melhor!’, a nova novela das sete da Globo, que estreou nesta segunda-feira (22) e chamou atenção pelo destaque da música na trama – e pelo elenco afinado também. Além de trazer os quatro protagonistas cantando, em seus devidos universos, em clipes semanais, a novela tem núcleos muito musicais como o Bar Karaokê, por onde todo o elenco vai passar cantado em algum momento.

Além disso, uma vez por semana, cada um dos protagonistas Neném (Vladimir Brichta), Paula (Giovanna Antonelli), Guilherme (Mateus Solano) e Flávia (Valentina Herszage), vão estrelar um clipe musical. Cada um no seu estilo e ritmo mas cantando a mesma música. “Fiz uma pesquisa muito grande durante toda a pandemia”, revela o diretor artístico Allan Fiterman, em entrevista ao POPline.Biz é Mundo da Música

“Estamos trabalhando para contar história e, no nosso caso, o conceito foi muito claro desde o começo. Teríamos quatro personagens muito distintos e, por eles serem tão distintos, achei importante definir o gosto musical de cada um deles. Por um lado isso ajuda muito a novela, por conseguimos quatro estilos musicais muito diferentes”, conta.

Para o personagem de Neném foi escolhido o samba, a Paula vem com uma pegada mais pop, Flávia num estilo mais alternativo e rock, já o Guilherme foi tomado pela música clássica. “A música é um personagem nessa novela”, conta Mateus Solano, em entrevista ao Fantástico. “A música vai ligando todos os personagens e núcleos de uma certa forma”, completa Giovanna Antonelli. 

Foto: Divulgação/Globo

A novela traz também shows na boate Pulp Fiction, comandados, a princípio, pela dupla Murilo (Jaffar Bambirra) e Vanda (Ana Hikari), mas que logo em seguida se transformará em trio com a chegada de Flávia (Valentina Herszage).

“O universo da Pulp Fiction já é muito musical. E além do Bar Karaokê, decidimos construir um musical semanalmente, uma música com performance dos protagonistas cantando. Isso acontece na novela permeando a história, construindo assim uma linguagem, uma assinatura. Temos também algumas músicas inéditas e compostas para a novela”, comenta Allan.

Flávia (Valentina Herszage), Ingrid (Nina Tomsic) e Murilo (Jaffar Bambirra) | Foto: Divulgação/Globo

Produção musical arrojada

O diretor contou que, dentro dessa construção dos personagens, teve muita ajuda dos produtores musicais, Ricardo Leão (produtor veterano da Globo há 17 anos) e o novato Daniel Tauszig.

“Trouxe (o Daniel) de outros projetos pela primeira vez para fazer novela na Globo. Ele é um menino jovem e talentoso, é um maestro e me ajudou muito junto com o Ricardo a construir um universo de músicas originais para novela. Muito das músicas foram compostas originalmente para a sequência da novela, foram criadas em cima e não adaptadas”, destaca.

Em suas redes sociais Daniel foi um presente poder trabalhar nessa novela. “Tá tudo muito lindo. Feito com muito amor e carinho. Dois anos envolvidos, uma pandemia no meio e agora muita felicidade de compartilhar isso tudo com vocês”, escreveu em seu perfil do Instagram.

“A gente dividiu esses universos em gêneros musicais para facilitar inclusive do telespectador identificar quando está no mundo de cada um deles. Já na abertura da novela, a Sinfonia Nº 5, de Beethoven, gravada pela Orquestra de São Petersburgo para a novela, teve o seu primeiro movimento divido em quatro partes. Cada parte é equivalente a um protagonista, com o gênero respectivo dele”, explica Ricardo Leão.

“Reza a lenda que o Beethoven, quando compôs esse tema, estava pensando que esse som poderia ser como o destino batendo à sua porta e isso tem tudo a ver com a novela. São quatro notas, quatro protagonistas”, completa Daniel.

 

Ver essa foto no Instagram

 

Uma publicação compartilhada por Ricardo Leão (@ricardoleaomusic)

Trilha sonora original e de clássicos

O sucesso do Harmonia do Samba ‘Vem, Neném’ ganhou uma nova gravação, desta vez, em estúdio para embalar o romance de Neném (Vladimir Bricha) e Paula (Giovanna Antonelli). O personagem ainda tem como tema original, “Conversa Mole”, de Marquinho Osócio, na voz de Xande de Pilares e Rael. E nas cenas que relembram a paixão mal resolvida com Rose (Bárbara Colen), a música que toca é ‘Cant Get You Out Of My Head’, na voz de Ayrton Montarroyos, ex-participante do ‘The Voice Brasil’.

Jade Baraldo, outra ex-participante do reality show musical, interpreta ‘Believe’, famosa na voz de Cher, num dos temas de Paula. As cenas da empresária também serão embaladas por ‘Vem Quente Que Eu Estou Fervendo’, na voz de Duda Beat. E ‘Toda Toda’, de Castello Branco, é o tema de ‘Ingrid (Nina Tomsic), filha da dona da Cosméticos Terrare.

Já a música do casal Guilherme (Mateus Solano) e Rose (Bárbara Colen) é ‘Quelqu’un m’a dit’, de Carla Bruni. Quando o clima entre o médico e Flávia (Valetina Herszage) começa a surgir, o momento é embalado por ‘Together’, de Sai.

Assim como Paula, Flávia tem dois temas: ‘Pretty Savage’, do Blackpink, grupo fenômeno K-pop, na Pulp Fiction, e ‘Necessary Evil’, de The Dresden Dolls. Outro destaque da trama da personagem é ‘Quando Fui Seu Par’, música de Jaffar Bambirra, que acompanha a paixão do seu próprio personagem Murilo pela dançarina de pole dance.

Leia mais:

O samba ainda aparece no vozeirão de Alcione, que canta ‘Tijolo por tijolo’, tema de Nedda (Elizabeth Savalla), e em ‘Ela Manda’, na voz de Mumuzinho, para marcar a relação de dependência entre Juca (Fábio Herford) e Odete (Luciana Paes).

E o namoro maduro, mas complexo, de Osvaldo (Marcos Caruso) e Nedda (Elizabeth Savala) ganhou representação nas letras de ‘E Então’, de Jose Henrique Neto, interpretada por Ayrton Montarroyos. Já a paixão de Odailson (Thardelly Lima) e Deusa (Evelyn Castro) se dá ao som de ‘Final Feliz’, de Jorge Vercillo.

Frequentadora assídua do Bar Karaokê, Dona Tetê (Zezeh Barbosa) tem como tema o clássico ‘Bésame Mucho’, de Consuelo Velasquez. Já a relação ardente de Cora (Valentina Bandeira) e Roni (Felipe Abib) tem ‘El Anden’, do Bajofondo, como tema. E a turma jovem do Colégio Estadual Albertina Correia tem suas aventuras embaladas por ‘Gangorra’, cantada pelo grupo de hip hop Haikaiss.

Escrito por Rafa Ventura

Lary Bottino é acusada de ir à balada após contrair Covid-19

DAY anuncia versão ao vivo do álbum “Bem-Vindo ao Clube”