Jão. Foto: Reprodução de vídeo
in ,

Prêmio Multishow: De terno e gravata, Jão faz abertura do pré-show cantando “Vou Morrer Sozinho” e “Essa Eu Fiz Pro Nosso Amor”

Cantor ainda retorna ao palco para uma homenagem a Cazuza

Cheio de estilo à bordo de um terninho preto, Jão ficou responsável pela abertura dos trabalhos do pré-show, dando aquele esquenta para Prêmio Multishow 2020, que acontece nesta quarta-feira. Para a apresentação, o cantor escolheu grandes sucessos de suas duas eras “Vou Morrer Sozinho”, do álbum “Lobos” e “Essa Eu Fiz Pro Nosso Amor”, de “Anti-herói”.

Além do pré-show, Jão ainda retorna à cerimônia com uma homenagem especial a Cazuza, que completou 30 anos de morte neste ano. Com transmissão no YouTube pelo Música Multishow, a festa ainda conta com apresentações de MC Zaac, MC Rebecca e Papatinho com participação de L7nnon e PK, entre outros. O time de apresentadores composto por Titi Muller, Vivian Amorim, Hugo Gloss, Laura Vicente e China entrevistará indicados, artistas e influenciadores sobre as expectativas para a noite, no Multishow.

Com apresentação de Paulo Gustavo, Tata Werneck e IZA. A celebração deste ano terá um formato híbrido, com performances musicais em palcos espalhados por várias cidades brasileiras, assim como fez o VMA da MTV americana. Para isso, a celebração vai ganhar o Brasil com performances musicais espalhadas em cinco estados: Rio de Janeiro, São Paulo, Bahia, Ceará e Minas Gerais. O tema escolhido para a edição foi “A Música não Para”, tendo em visa representar toda a transformação que a indústria musical passou com a pandemia do novo coronavírus.

O time de apresentadores vai ancorar o evento direto do Rio de Janeiro, onde IZA também fará uma performance de um “local super especial”, como ela mesmo definiu. De lá, eles revelarão ao vivo os vencedores da noite e farão conexão com todos os palcos regionais. O local ainda será palco de performances musicais inéditas.

Iza, Tatá Werneck e Paulo Gustavo juntos no Prêmio Multishow 2020
Foto: Divulgação

Iza apresenta o hit “Meus Talismã“. “Eu acho e espero que o público goste demais, porque essa apresentação vai acontecer de um lugar super especial. Que eu ainda não vou revelar (rsiso). Mesmo nessa correira, de tudo estar diferente pela pandemia do coronavírus, escolhi uma musica que já lancei, mas que nunca cantei no prêmio. Queria celebrar o amor”, conta.

Escrito por Leonardo Rocha

Em vídeo, Ludmilla agradece às mulheres que abriram os caminhos no funk para ela poder hoje cantar suas músicas

Prêmio Multishow: MC Rebecca dá show de elasticidade em medley de hits