banner com link para rádio globo
Foto: memória Globo/ @tiagoleifert Instagram
in ,

Pai de Tiago Leifert defende filho: “suas qualidades que impulsionaram sua carreira”

O pai de Tiago Leifert publicou um texto nos comentários de uma publicação nas redes sociais do ex-apresentador do Big Brother Brasil em que defende o filho da polêmica em que estava envolvido na última semana.

Leia mais: 

Gilberto Leifert rebateu as insinuações do ator Ícaro Silva de que Tiago só teria entrado na TV Globo por ser filho de um dos diretores da emissora. “Você talvez não goste de ver seu pai tratando deste tema em público. Mas estava na hora”, escreveu Gilberto no começo de seu comentário.

Comentando a homenagem feita a Tiago durante a final da temporada do The Voice Brasil nesta quinta-feira (23), o ex-diretor da emissora carioca continuou: “Tenho setenta anos e cresci vendo a nação brasileira conviver com impunidade; negar o mérito das pessoas, suspeitar da honestidade e da integridade de quem alcança sucesso. O esporte preferido dos brasileiros não é o futebol. É o falar mal dos outros”.

 

Ver essa foto no Instagram

 

Uma publicação compartilhada por Tiago Leifert (@tiagoleifert)

Gilberto pontuou que nunca atuou na mesma área que seu filho. “Você inicialmente numa emissora afiliada, depois no SporTV, no Jornalismo/Esporte e depois no Entretenimento. Eu no Comercial“, escreveu. Em seguida, explicou que diretores da empresa sempre tiveram autonomia para demitir e contratar quem quisessem e destacou o talento de Tiago, reconhecido por seus chefes dentro da televisão. “Meus ex-colegas, que foram seus chefes, reconheceram desde logo seu talento, seu preparo e dedicação“, explicou Leifert pai.

“Aliás, jamais me meti nos assuntos que diziam respeito ao seu trabalho. Essa era a nossa regra do jogo (minha e sua) e meus pares a presumiam. Eu jamais poderia contratar alguém para o Jornalismo, por exemplo”

Tiago Leifert critica arrogância de Ícaro Silva após comentário sobre o BBB

Gilberto continuou exaltando o filho. “Foram as suas qualidades que impulsionaram e sustentaram sua carreira na Globo. Colocar o filho na telinha e expô-lo ao escrutínio diário da diretoria, do público, do mercado publicitário e da crítica não é o jeito mais suave e menos chamativo de nepotismo“.

“Quem conhece a Globo sabe que nenhum jovem jornalista, com apenas 28 anos, “ganha” a responsabilidade e o desafio de editar o Globo Esporte de São Paulo porque é filho de um funcionário graduado. E nenhum funcionário (na ocasião eram mais de oito mil), apenas por ser filho de um diretor, “merece” a confiança de poder dizer o que bem entender ─ seus chistes, suas broncas, seus discursos ─ em programas líderes de audiência, transmitidos ao vivo, como o Big Brother Brasil ou substituindo o gigante Fausto Silva”.

Gilberto prosseguiu enaltecendo a carreira de Tiago na televisão, apresentada por ele em 1996, quando o apresentador atuou como repórter de campo, sem remuneração, na TV Gazeta de São Paulo. Ele continuou dizendo que o filho se destacou nos Estados Unidos, onde estudou.

“Lá, você não era “o filho do diretor da Globo” quando, por algumas vezes, seu nome foi inscrito na “Dean List” — a lista do reitor, na qual figuram os melhores alunos da Universidade de Miami. E porque era um excelente aluno e tinha vocação, você foi estagiar no Jornalismo da National Broadcasting Company, a NBC, uma das maiores redes do mundo, onde ninguém jamais ouvira meu nome”.

No final de seu longo texto, Gilberto disse que ele e sua família tem orgulho do Tiago e alfinetou Ícaro: “Não se preocupe com quem nega nossos méritos e desmerece nossas conquistas. Preocupe-se, sim, defender suas crenças, ser honesto, leal, decente, generoso; bom patrão, bom amigo, bom filho, bom marido e bom pai, como, aliás, tem sido”.

Escrito por Douglas Françoza

Segunda temporada de “Bridgerton” estreia em março – veja anúncio

CD Baby revela ter pago mais de US$ 1 bilhão a artistas desde que foi fundada