in

Pabllo Vittar fala sobre sua influência no público infantojuvenil

Pabllo Vittar tem muito o que comemorar. O sucesso de suas músicas quebrou o preconceito que muita gente ainda tinha com drag queens e pessoas LGBTQ no Brasil. A cantora vê isso, particularmente, com o público infantojuvenil, que a abraçou desde o início, livre de preconceitos. Quando pensa nisso, Pabllo tem esperanças de um futuro mais inclusivo e menos discriminador. “Essa mensagem da diversidade que a gente está trazendo agora me faz acreditar que estamos trabalhando para um futuro melhor. Tenho certeza que essas crianças que aprendem isso desde cedo vão ensinar para os filhos delas que as pessoas merecem respeito. A minha aposta de um futuro melhor é nessas crianças”, disse ao GShow.

Quando era criança, os ídolos de Pabllo Vittar eram Whitney Houston, Shania Twain e Tina Turner. Não havia uma drag queen cantando na TV em quem pudesse se espelhar. “Hoje em dia, poder ser uma Tina Turner para uma criança, ou a própria Pabllo Vittar mesmo, é muito incrível”, comentou.

Ela começou a se dar conta da adoração do público infantil no ano passado. As coreografias e as cores encantam as crianças. “Quando eu era menor, tinha as minhas divas, como a Beyoncé. Era algo tão distante. Outro dia, umas crianças pediram para tirar foto comigo num hotel. Tenho um público infantil. Fico chocada. Sou a nova Xuxa”, disse em 2017.

Escrito por Leonardo Torres

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Mark Ronson confirma participação no próximo álbum de Dua Lipa

Shakira pede assinaturas em petição para melhorar educação para todas crianças do mundo