Pabllo Vittar cantará na Parada Virtual do Orgulho LGBT de SP
(Foto: Reprodução / Instagram @pabllovittar)
in ,

Pabllo Vittar cantará na Parada Virtual do Orgulho LGBTQIA+ de SP

Evento está marcado para 6 de junho com transmissão via YouTube.

Pabllo Vittar é atração confirmada na Parada Virtual do Orgulho LGBT de São Paulo, que acontece no dia 6 de junho. A drag queen fará o show de encerramento do evento. “Tô muito animada e quero todo mundo comigo nesse show mara!”, escreveu no Instagram.

Como assistir?

A Parada durará oito horas, começando às 14 (horário de Brasília), e terá transmissão ao vivo de 12 canais no YouTube. Para assistir, basta acessar qualquer um desses: YouTube Brasil, Dia Estúdio, ParadaSP, Bielo, Diva Depressão, Jean Luca, Lorelay Fox, Louie Ponto, Lucas Raniel, Mandy Candy, Nátaly Neri e Spartakus.

Pabllo Vittar cantará na Parada Virtual do Orgulho LGBT de SP
(Foto: Reprodução / Instagram @pabllovittar)

Fih e Edu, do canal Diva Depressão, serão os apresentadores. Os dois receberão as atrações musicais para entrevistas e shows exclusivos em um estúdio que imita um trio elétrico andando pela Avenida Paulista.

“Em 2020, realizamos a primeira edição 100% virtual da Parada LGBT de São Paulo, alcançando mais de 10 milhões de visualizações. Em 2021, queremos mais uma vez permitir que as pessoas possam celebrar a vida e a diversidade de maneira segura em suas casas e conectadas com o Movimento Social LGBT+”, afirma Patrícia Muratori, Diretora do YouTube Brasil.

Pabllo Vittar cantará na Parada Virtual do Orgulho LGBT de SP
(Foto: Reprodução / Instagram @divadepressao)

Qual o tema deste ano?

Todo ano, a Parada do Orgulho LGBT tem um tema diferente. Em 2021, é “HIV/AIDS: Ame+ Cuide+ Viva+”. O intuito é trazer maior conscientização sobre o vírus, tratamento e prevenção. Haverá bate-papo com médicos infectologistas e portadores de HIV.

“É importante entender que o HIV/Aids não é exclusividade de algumas pessoas ou de determinados grupos. É um tema que deve ser abordado com inteligência, empatia e boa vontade por toda a sociedade porque é transversal e perpassa por diversos recortes sociais, étnicos-raciais, religiosos e geográficos. Mas também é importante tratar do assunto com leveza para podermos amar mais, cuidarmos mais uns dos outros e vivermos mais e melhor. É isso que queremos trazer nessa segunda versão virtual da Parada do Orgulho LGBT de São Paulo”, diz Cláudia Regina Garcia, presidente da APOLGBT-SP.

Escrito por Leonardo Torres

Saiba quem poderá ser o novo apresentador de “A Fazenda”!

Deezer lança playlist com versões de clássicos dos anos 80