Foto: Acervo Pessoal
in

Opinião: Monetizando o seu fã

Artigo de opinião assinado por Camila Arias, para o POPline.Biz é Mundo da Música

Fandom é o diminutivo da expressão em inglês fan (fã) e kingdom (reino) traduzida como “reino dos fãs”. Eles são essenciais para a carreira e sucesso de um artista, isso todo mundo já sabe. Mas o potencial de monetização desses fãs é muito maior do que a gente imagina. Na verdade, países orientais como China e Coréia do Sul já vêm construindo esta monetização de fandom há alguns anos, enquanto aqui no ocidente, focamos apenas em monetizar o seu consumo.

Fonte: MIDiA Research | Designer: Janaína Athayde

Pessoas de todo o mundo podem se conhecer e formar um fandom baseado na sua paixão por um artista, por exemplo. Esses fãs de entretenimento são fãs não apenas de vários subgêneros em uma categoria de entretenimento, mas também de vários formatos de entretenimento. (exemplo: um fã de Chitãozinho & Xororó pode ser também fã do jogo Clash Royale).

Essas sobreposições de fandom são necessárias para ter uma visão completa do público e como direcioná-lo. Conseguir apenas ouvintes para a sua música não é a forma ideal de ter fãs e muito menos de ter uma monetização desse fandom.

Fãs leais, ao invés de apenas números, podem mudar uma carreira. Eles querem ir além da música, mas sim viver experiências e isso o artista deve proporcionar a ele. São os primeiros a comprar ingresso para o show, enfrentam filas, consomem todos os formatos e edições especiais de álbuns, ajudando a impulsionar seu ídolo nas paradas musicais.

Produtos físicos, cada vez mais raros, como vinis, edições especiais, merchandising entre outros, são ainda muito comuns para os fãs do BTS, por exemplo, um dos maiores cases de sucesso de como monetizar seu fandom.

A Tencent Music Entertainment é uma empresa que desenvolve serviços de streaming de música para o mercado chinês e já conta com mais de 800 milhões de usuários ativos e 120 milhões de assinantes pagantes. A Tencent construiu um império de música digital que monetiza o fandom ao invés do consumo.

Distribuir música é apenas o ponto de partida deles, que criam e envolvem a música em contexto e recursos extras infinitos, como transmissões ao vivo, presentes e moedas virtuais, letras, comentários, resenhas, notícias, comentários, dicas, selos, pôsteres e até mesmo Tamagotchis.

Artistas K-Pop também são cases de sucesso por seus fandoms e souberam aproveitá-los através de inúmeras formas de monetização. Aqui no Brasil, devemos parar de pensar em fãs como meios de monetizar o consumo e entender que, na verdade, quem deve ser monetizado é o fã.

Para isso, lembre-se que a lealdade do fã não pode ser garantida, ela deve ser alimentada e restaurada a cada projeto do artista. Abaixo você pode conferir como garantir o engajamento dos seus fãs e, quem sabe, monetizá-lo.

1. Faça fãs, não streams

Conquistar 1 milhão de plays em uma música é ótimo, mas o foco deve ser em conquistar os melhores fãs, que realmente amem o artista. Quanto mais fãs reais e engajados, mais leais e motivados eles serão.

2. Retribua

Hoje em dia vemos campanhas de pré-save basicamente como mais uma forma de obter dados de fãs mas sem um verdadeiro benefício para o fã. Entregue valor para sua campanha ter sucesso. Garanta (e comunique!) que esses fãs vão receber algo em troca, como desbloquear acesso exclusivo a uma faixa ainda não lançada, uma promoção, bonificação, meet & greet, etc.

3. Não desperdice a oportunidade (e seus dados)

Conseguiu conquistar os dados dos fãs através de uma campanha? ótimo! Use a seu favor. Compartilhe novidades, informações, entregue benefícios exclusivos.

4. Seu fã deve te ouvir, mas você deve ouvi-lo primeiro

Como o próprio nome diz, as redes são sociais então, socialize! Postagens e histórias sem interação não servem de nada. Preste atenção nas mensagens, directs, comentários, responda. Escute o seu fã mas, mais do que isso, demonstre que está ouvindo. Mostre a eles que você os valoriza, engaje e recompense seus super fãs.

5. Saiba quem são seus fãs leais e deixe claro o que você tem a oferecer

Quem não é visto não é lembrado. Saiba quem são seus fãs leais e deixe-os sempre cientes do seu universo. Compartilhe ingressos, músicas, produtos, etc. Fãs estão prontos para consumir, basta você ativar esta vontade neles.

____

Camila Arias é Pós-Graduada em Marketing Digital pela FGV. Atualmente trabalha como gerente de Marketing Digital para a Live Talentos, além de atender diversos outros clientes. Entre os mais de 20 artistas que gerencia, estão Chitãozinho e Xororó, Zezé Di Camargo e Luciano, Edson e Hudson, Henrique & Diego, Sambô e Make U Sweat.
INSTAGRAM
LINKEDIN

Escrito por Camila Arias

Megadeth anuncia saída de baixista após escândalo sexual

Integrante do Br’Oz é intubado com Covid-19