in

OMG: grupos russos exigem indenização de US$ 10,5 milhões da Madonna após discurso em defesa dos direitos dos gays

O discurso que Madonna fez no show de São Petersburgo, na Rússia, em defesa dos direitos da comunidade LGBT poderá lhe custar caro. Três grupos de ativistas russos estão processando a cantora por “atentado à moral” e querem indenização de US$ 10,5 milhões. Na cidade, há uma lei anti-gay, que proíbe a menção a qualquer orientação diferente da heterossexual.

O advogado do grupo União dos Cidadãos Russos, Alexander Pochuyev, afirma que a Rainha do Pop causou choque emocional e estresse aos moradores com seu discurso. “Enquanto falava sobre tolerância, ela promoveu a homossexualidade”, reprovou.

No show, ciente da lei local, Madonna distribuiu pulseiras rosas ao público, que também levou bandeiras do arco-íris. No meio da apresentação, ela pediu que os fãs levantassem os braços, demonstrando apoio aos russos que eram reprimidos por sua orientação sexual. “Estou aqui para dizer aos gays presentes e a todos ao redor do mundo que temos os mesmos direitos”, falou.

Escrito por Leonardo Torres

Chris Brown participa do novo clipe da dupla Wisin & Yandel; assista

Justin Bieber: diretor anuncia participações de Kanye West e Snoop Dogg na “Believe Tour”