Quais as funções de um Selo Musical?
Foto: Lena Kudryavtseva/Divulgação
in

Quais as funções de um Selo Musical?

Como braço segmentado de uma gravadora ou de forma independente, os Selos Musicais ganham cada vez mais destaque no mercado musical

Cada vez mais populares no mercado, os Selos Musicais se apresentam como uma solução de gestão para artistas e novos negócios na música. Mas, afinal, quais são as suas funções?

Quando os Selos Musicais surgiram, eles eram vistos como um braço segmentado de uma grande gravadora. Ou seja, se uma gravadora tinha muita demanda devido a quantidade de artistas que possuía no cast, seria mais simples segmentar dentro da própria empresa a partir de gêneros musicais, por exemplo; para dar atenção à todos os artistas de maneira personalizada.

Com isso, essa prática de existirem Selos vinculados à uma Gravadora tornou-se comum. Porém, com a diversificação do mercado, existem inúmeros Selos que atuam de forma independente e  cada vez mais ampla.

Quais as funções de um Selo Musical?
Foto: Oleg Sergeichik/Unsplash

Os Selos Musicais, de maneira geral, acumulam as seguintes funções: cuidam dos lançamentos musicais, atuando diretamente com as distribuidoras ou agregadoras digitais; organizam as demandas de produção; são responsáveis pela promoção e o licenciamento de shows; divulgação artística, que compreende atuação no marketing digital e Imprensa; também podem ser responsáveis pela produção executiva até ao gerenciamento de carreira dos artistas que a integram. Contudo, esses pontos são estabelecidos por meio de um contrato estabelecido entre as partes e não são, necessariamente, obrigatórios.

Entrando na parte contratual, os Selos são Produtores Fonográficos. Para saber mais sobre a função dos Produtores Fonográficos, acesse aqui. Além disso, também existem Selos que também atuam como Editoras. Para entender melhor o papel de uma Editora Musical, clique aqui.

Para artistas independentes que possuem uma carreira estruturada, uma parceria com um Selo no qual se identifiquem, pode ser um importante diferencial estratégico, principalmente pelo suporte que essas empresas dispõem. Já que o artista que realiza as atividades autônoma, possui sempre o desafio de gerenciar inúmeras atividades, com a presença de uma base fornecida pelo Selo, poderá planejar e executar as estratégias de forma mais ampla.

Que tirar mais dúvidas sobre o universo musical? Conheça  agora mesmo o nosso Guia MM, que traz as explicações sobre os bastidores da indústria musical, clicando aqui.

Escrito por Láisa Naiane

Lady Gaga tem novo recorde registrado no Guinness

Lisa, do BLACKPINK, deve lançar solo em Junho, diz revista