Péricles e Liniker. Foto: Divulgação
in ,

“O Melhor do Mundo”: Péricles se junta à Liniker para falar de amor

Parceria faz parte do projeto Black Voices, do YouTube

Um timaço de artistas brasileiros foram convidados para um projeto super especial e necessário do YouTube: o Black Voices. Com o objetivo objetivo promover a cultura negra, Péricles, Rael, MC Carol e Urias estão entre os nomes selecionados para trazer essa visibilidade. E, para dar inicio às celebrações, Péricles se junta a Liniker, numa linda parceria, para a faixa “O Melhor do Mundo“. Em entrevista exclusiva ao POPline, o cantor e sambista falou um pouco do novo trabalho.

“Foi um convite maravilhoso, é tanta felicidade de participar de um projeto tão grande. É uma felicidade poder fazer outras vozes, principalmente vozes pretas, sejam ouvidas. Pensando em alguém que pudesse fazer parte eu pensei na Liniker, porque é uma artista demais, é uma força imensa. É maravilhosa! Canta que é uma barbaridade e queria que muita mais gente conhecesse o trabalho dela, apesar dela ter uma relevância enorme. Isso também me ajuda, porque meu público passa a conhecê-la melhor e o o dela ao meu trabalho.  Fiquei muito feliz”, destacou.

Péricles e Liniker. Foto: Divulgação

A música, claro, chega como um pagodinho romântico que fala sobre um sentimento universal: o amor! Na canção, fica difícil saber se a gente se emociona mesmo com pela letra, pela harmonia, ou pelas vozes potentes e cheias de fagos das vozes dos dois artistas na colaboração. Ah, a composição da faixa ficou a cargo de Thiaguinho e Mr. Dam.

“A gente gravou num espaço aqui em São Paulo, na Barra Funda, mas a parceria, em si, partiu de eu conhecer o som dela (da Liniker), que eu gosto, e queria muito que ela estivesse comigo nessa”, destaca. Para o projeto Black Voices, Perícles ainda lança uma segunda canção solo em julho.

Assim como Vinícios de Morais, João Gilberto e Sergio Mendes ganharam o mundo com o samba brasileiro, o cantor paulistano vislumbra fazer da nossa cultura um selo mundial. “O samba já conquistou muito no mundo com tantos nomes, mas, nós, artistas dessa geração que estamos aqui agora, também queremos que nossa música chegue longe“, comemora.

Péricles e Liniker. Foto: Divulgação

E esse movimento já começou a ganhar forma. Tanto que no início do ano, uma foto de Péricles estampou os telões luminosos da Times Square, em Nova York, nos EUA, para divulgar o projeto. Uma grande conquista com o artista cria de Santo Andre, em São Paulo.

“Quando vi tinham amigos brasileiros mandando fotos e foi uma grande vitória poder dividir isso com minha família. É uma vitória de todos nós. Todos ganham, não só eu e a galera do samba, mas a música ganha. A gente está quebrando barreiras. A gente faz música. Eu faço samba, mas gosto de forró, funk, pisadinha. Tem espaço para todos”, conta ele, empolgado.

Péricles. Foto: Twitter

Para o projeto o sambista preparou um conteúdo audiovisual exclusivo que contará com duas faixas e um mini doc sobre a black music brasileira que será dividido em duas partes. Os materiais serão divulgados entre junho e julho. A ideia é ressaltar a trajetória vanguardista de nomes como Tim Maia, Tony Tornado, Hyldon, Cassiano, Golden Boys e tantos outros.

“Esse trabalho também tem a ideia de, a partir desse documentário, que as pessoas comecem a pesquisar sobre essas personalidades da musica negra. Que seja uma base de estudos. Esse doc não fala da gente, mas fala de quem escreveu e fez a base da música negra no Brasil”, adianta Pericão.

Super eclético em seus trabalhos, as colaborações com artistas de diferentes gêneros musicais é o que move o artista. Além de Liniker, em “O Melhor do Mundo”, Péricles esteve recentemente ao lado de As Baias, em “Primeiro Beijo”, com Papatinho, em “Traje de Verão”, e tantos outros. Mas entre todas elas, uma ressalva: o cantor faz questão de semear o amor por todas elas.

“Eu creio que a gente tem que falar de amor, a cima de tudo falar de amor. Eu vejo todos eles vejo como grandes expoentes da musica. Um grande universo onde cabe todo mundo. Alem de tudo, o meu critério é fazer música e que todo mundo esteja no mesmo lugar. E quem faz arte de uma forma que eu acredito, eu acho que tem que estar comigo”, declara sobre as parceria.

As Baías e Péricles na capa de Primeiro Beijo. Foto: Divulgação

E se lá no início dos anos 2000, a parceria com Thiaguinho no Exaltassamba fez o maior sucesso, os fãs, hoje, continuam saudosos e eles, claro nos dão mais colaborações. Os dois estão juntos no trabalho “Infinito”, parte 1 e 2 “. E o cantor ainda promete novidades para este ano.

“O segundo semestre tem um novo trabalho, tem algumas parceria, mas esta sendo elaborado. Estamos entrando nos estúdios. A pandemia tem deixado a gente longe, mas é um período que a gente tem que passar e, com certeza vamos valorizar ainda mais os encontros nos shows”.

Foto: Rede Globo

E como a vitória de um é a vitória de todos, o cantor contou que se emocionou ao ver que MC Dricka também ganhou seu espaço num poster luminoso da Times Square. Momento de glória para  a nossa cultura, segundo ele.

O Black Voices é importantíssimo pra nós fico feliz de participar. Nessa semana eu me emocionei ao ver uma foto da MC Dricka por lá. A primeira coisa que fiz foi mandar uma mensagem para ela. Foi uma conquista enorme do funk e e foi uma vitória enorme da nossa cultura”, decreta.

Escrito por Leonardo Rocha

Britney Spears diz que não sabe se retornará aos palcos

É hoje! Giulia Be e Vitão estão juntos no “Conversa com Bial”