in

“Nunca tive que fazer nenhum favor para que tocassem minhas músicas nas rádios”, diz Nicki Minaj

Para entregar o álbum “Queen” aos fãs, Nicki Minaj decidiu se afastar das redes sociais e desintoxicar um pouco de Internet. Era o tempo necessário para focar no estúdio. A web a distraía muito de seu ofício. “Eu acho que qualquer pessoa que diga que não liga para as coisas horríveis que dizem sobre ela e para as mentiras disseminadas… não está sendo verdadeira. Eu sou um ser humano e, sim, claro que me chateia quando leio coisas horrendas sobre mim”, diz a rapper em entrevista à Vogue Arábia. Ela é capa da edição.

“Quando estou no estúdio, eu não posso ficar olhando constantemente o celular e, para ser honesta, eu não ligo para o que as outras pessoas estão fazendo. Quando é a hora de fazer o que preciso fazer, eu sei que serei a melhor e isso é um fato. Eu tirei um tempo para mim para criar algo para meus fãs, algo que eu tivesse certeza que fosse perfeito. Quando me conectei de novo, foi tipo ‘não senti fanta falta disso aqui'”, conta Nicki Minaj.

Segundo ela, o relacionamento com Meek Mill – que acabou preso depois do término – a desconcentrou um pouco de seu trabalho. Ela teve que olhar para dentro para se reencontrar artisticamente. “Eu senti a pressão dos fãs, e havia esse desejo queimando dentro de mim para continuar criando e entretendo as pessoas. Eu estava sempre pensando que precisava voltar a fazer turnê para desfrutar daquela energia especial que vem de se apresentar pelo mundo. Mas, para isso acontecer, eu tinha que entregar outro álbum”, explica.

Sobre a fama de durona que conquistou no meio artístico, Nicki Minaj explica que tem a ver com o ambiente machista em que vive. “Quando você é uma mulher em uma indústria dominada por homens, tipo a minha, você tem que se proteger. Eu sempre estive rodeada por homens, mas criei uma parede que todos sabem que sou uma mulher de negócios. Eu não nasci rica, mas nunca tive que fazer nenhum favor para que tocassem minhas músicas nas rádios. Eu sempre me conduzi como uma lady. Isso pode ter me dado uma aura que deixa as pessoas com medo, mas não estou aqui para brincar. Eu sou apenas tão inteligente, talentosa e criativa quanto qualquer homem, e estou ganhando o dinheiro por isso”.

Escrito por Leonardo Torres

Troye Sivan pinta quadros inspirados em “Bloom” – veja!

Dulce María grava clipe do primeiro single do “Origen”