Now United: Diarra Sylla chora após cantar para Alicia Keys
(Foto: Reprodução / Instagram @diarrasyllaofficiel)
in ,

Now United: Diarra Sylla chora após cantar para Alicia Keys

Veja o vídeo!

A cantora Diarra Sylla, integrante do grupo pop global Now United, chorou de emoção na noite de quarta (15/4) depois de cantar para Alicia Keys em uma live no Instagram. Tudo aconteceu despretensiosamente, sem nenhum ensaio ou combinado. “Eu achei que ela nunca iria aceitar meu convite, mas ela aceitou. Estou tão feliz!”, disse Diarra entre lágrimas.

“Alicia, muito obrigada pelo que você faz. Você inspira muitas garotas pretas pelo mundo. Você é maravilhosa. Que Deus te abençoe”

Veja o vídeo:

O que aconteceu foi o seguinte: Alicia Keys estava fazendo uma live no aplicativo, Diarra entrou como uma pessoa qualquer, e enviou uma solicitação para participar do vídeo ao vivo. Alicia aceitou! Acessível! Foi então que Diarra cantou para ela. A música escolhida foi “Set Free”, seu primeiro single solo fora do Now United.

Alicia Keys fez vários elogios e depois divulgou o clipe de “Set Free” em seus stories. Diarra ficou muito agradecida, claro. “Meu Deus! Muito obrigada, Alicia Keys. Que Deus te abençoe! De verdade!”, escreveu.

Now United: Diarra Sylla chora após cantar para Alicia Keys
(Foto: Reprodução / Instagram @diarrasyllaofficiel)

Clipe de “Set Free” traz elementos da cultura senegalesa e homenagem aos Panteras Negras

O vídeo contém inúmeras referências aos acontecimentos que movimentaram os Estados Unidos e o mundo em relação a questão racial. A violência policial e o movimento organizado, com a representação de Shirley Chisholm, são alguns dos temas associados a imagem de Diarra na produção, que mistura elementos da cultura senegalesa.

Inspirada pelo contexto do movimento “Black Lives Matter”, Diarra Sylla fez questão de transformar o seu primeiro ato solo em um ato também político, com inspiração nos Panteras Negras.

Escrito por Leonardo Torres

Rogério Flausino e Helber Oliveira falam sobre carreira e arte

Rogério Flausino e Helber Oliveira falam sobre carreira e arte

Latino dá show de intolerância religiosa: “Macumba matou meu macaco”