in ,

Normani quebra o silêncio e fala sobre posts racistas antigos de Camila Cabello

Normani está na capa da revista Rolling Stone pela primeira vez – um marco em sua carreira, certamente – e não vai ser sem polêmica. Na reportagem, há um trecho em que ela comenta os posts racistas de Camila Cabello no Tumblr. Eles foram escritos em 2012, quando Camila tinha 15 anos, e resgatados em 2019, quando a cantora já estava com 22. Ela se desculpou, mas Normani admite que ficou sentida.

(Foto: Divulgação)

“Eu lutei muito contra falar sobre isso, porque eu não queria que isso se tornasse parte da minha narrativa, mas eu sou uma mulher negra, que é parte de uma geração inteira que viveu uma história similar. Eu encaro ataques insensíveis todos os dias, assim como o resto da minha comunidade. Seria desonesto se eu dissesse que esse cenário, em particular, não me machucou”, disse a cantora.

A própria Camila Cabello admitiu seu erro, disse que era ignorante e que sente “muita vergonha” da linguagem usada no passado. Nos posts, ela usava as palavras “nigga” e “nigger” – considerados racistas na língua inglesa, utilizados para humilhar a população negra. “Eu nunca machucaria ninguém intencionalmente, eu me arrependo do fundo do meu coração. Mesmo que eu deseja muito, eu não posso voltar no tempo e mudar as coisas que disse no passado”, publicou Camila, “agora sou uma adulta, cresci e aprendi, estou consciente da história de dor que isso carrega de uma maneira que não estava antes. Esses erros não representam a pessoa que eu sou agora ou a pessoa que eu já fui”.

(Foto: Getty Images / Uso autorizado POPline)

Escrito por Leonardo Torres

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Selena Gomez lança remix oficial de “Rare”: “vibe bem diferente da original”

Now United apresenta nova integrante: Savannah