in

Nick Carter não irá a julgamento em caso de estupro a ex-integrante do grupo Dream

Lá em novembro de 2017, a cantora e atriz Melissa Schuman, ex-integrante do grupo Dream, acusou publicamente Nick Carter, dos Backstreet Boys de a estuprar em 2003, quando ela tinha apenas 18 anos e era virgem.

O caso só foi então levado à polícia da Califórnia em fevereiro deste ano, mesmo com Nick Carter negando o acontecido veementemente.

Agora, quase um ano depois da revelação do suposto estupro, foi informado que o caso não irá a julgamento já que a nova lei de estupro da Califórnia não contempla casos antigos e especialmente tão antigos como esse.

Logo após o anúncio do procurador de justiça de Los Angeles de que o caso não será julgado, Melissa publicou um comunicado.

“Minha família e eu estávamos cientes da possibilidade de meu caso não ir à julgamento devido ao estatuto de limitações da Califórnia em casos de estupro, que foi modificado em 2016.”

“É infeliz que a lei não é completamente retroativa para acomodar agressões que aconteceram no passado, não importando quanto tempo no passado. Fico mais consolada que meu testemunho está completamente documentado, investigado e fechado para o futuro se necessário pelas forças da lei. Eu dei meu testemunho, assim como as outras testemunhas. Falar sobre isso foi a melhor coisa que eu poderia fazer para mim mesma e eu espero que isso inspire outras a fazer o mesmo se for o certo para elas”, concluiu o comunicado de Melissa Schuman.

Escrito por Kavad Medeiros

“Tum Tum”: Veja cenas exclusivas dos bastidores do novo videoclipe de Francinne, com participação de Wanessa

Kelly Rowland fala sobre briga de Nicki Minaj e Cardi B: “Não há tempo para nós, mulheres, brigarmos”