Cena de Não Olhe Para Cima. Foto: Divulgação
in

Não Olhe Para Cima quebra recorde na Netflix

E um segundo recorde deve vir aí!

O sucesso de Não Olhe Para Cima está sendo traduzido em números. O filme de elenco estrelado da Netflix quebrou recorde e agora é o longa mais visto em uma semana na plataforma.

Leia mais

Segundo informações do site Deadline, Não Olhe Para Cima foi assistido por 152,29 milhões de horas pelos usuários entre os dias 27 de dezembro e 2 de janeiro. O impressionante número também coloca o filme dirigido por Adam McKay como o terceiro mais visto (em seus primeiros 28 dias) na história da Netflix ficando atrás apenas de Bird Box e Alerta Vermelho. Com isso, Não Olhe Para Cima tem ainda mais quinze dias para superar os filmes protagonizados por Sandra Bullock e Dwayne Johnson.

Na última terça-feira (4) no Twitter, o diretor disse que estava bastante surpreso com o sucesso do filme.

Elenco alfineta cultura anti-ciência em coletiva

O filme Não Olhe Para Cima retrata a comunidade científica que luta contra uma ameaça letal ao planta Terra. E na coletiva de imprensa do lançamento do filme, o elenco de Não Olhe Para Cima, composto por Leonardo DiCaprio, Jennifer Lawrence, Meryl Streep e muitos outros, deu uma boa alfinetada na atual cultura anti-ciência, que vem se alastrando pelo mundo nos últimos anos.

A coletiva de imprensa online, que contou com 375 jornalistas do mundo todo, foi mediada por Amy Mainzer, astrônoma e cientista planetária que serviu como consultora para o filme Não Olhe Para Cima.

E logo no início da conversa, ela questiona os atores, que interpretaram cientistas, se o filme Não Olhe Para Cima poderá ajudar a mudar a concepção sobre os cientistas que parte da população está tendo atualmente, como visto em uma crescente cultura anti-ciência nos últimos anos.

“Adam criou esse filme, que era sobre a crise climática, mas ele criou um senso de urgência com ele ao fazê-lo ser sobre um cometa que vai atingir a Terra em seis meses e como a ciência se tornou politizada. Há fatos alternativos”, afirmou Leonardo DiCaprio, que interpretou professor Dr. Randall Mindy.

“E foi graças a interpretar um personagem que é baseado puramente em muitas das pessoas que eu conheço da comunidade científica, e em particular, cientistas climáticos que estiveram, sabe, tentando comunicar a urgência desse problema e sentindo que tipo eles estão subjugados para a última página do jornal”, completou Leonardo.

“E claro, chegou a COVID e houve todo um novo debate científico acontecendo. E é um filme tão importante de fazer parte, nesse momento em particular”, concluiu.

Também questionada sobre a importância da ciência para o filme e para o mundo como um todo, Jennifer Lawrence também comentou:

“Eu acho que o Leo falou perfeitamente. Quero dizer, é muito triste e frustrante ver pessoas que dedicaram suas vidas a aprender a verdade, serem descreditadas porque as pessoas não gostam do que a verdade tem a dizer.”

Escrito por Amanda Faia

Com menos 30kg, Nego Di aparece irreconhecível ao lado de musa fitness

Urias anuncia “Tanto Faz” como single do seu álbum completo, “FÚRIA”